Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Miley foi eleito presidente da Câmara Municipal de Primavera do Leste


Da Redação

Foram 11 votos favoráveis ao vereador Miley Santos (PV), e 4 votos para a vereadora Iva Viana (PDT). Miley que já ocupava a cadeira de presidente do legislativo, depois do afastamento de Leonardo Bortolin (PMDB) que assumiu a prefeitura interinamente e após as eleições suplementares se tornou prefeito, o vereador Miley, renunciou o cargo de vice-presidente e concorreu a presidência da Câmara, e com a maioria dos votos se tornou presidente, durante a sessão ordinária de ontem, 11. A escolha para o cargo de vice-presidente será na próxima sessão, dia 18.

Os votos foram na cédula e também pronunciados oralmente na tribuna.

Carlos Araújo (PP), votou Miley.

Carlos Venâncio (PSD), votou Miley.

Carmen Betti, votou Iva Viana.

Edna Mahnic, votou Miley Santos.

Elton Baraldi (PMDB) votou para Miley.

Iva Viana votou em si.

Josafá Barboza (PP) votou em Miley.

Juarez Faria (PDT) votou em Iva Viana.

Luiz Costa (PR) votou em Miley.

Manoel Mazzutti (PMDB) votou em Miley.

Neri Gaitero (PDT) votou em Iva Viana (PDT).

Paulo Marcio (DEM) votou em Miley.

Paulo Donin (PSB) votou em Miley.

Na sequência, Miley votou em si.

Kinha Juriti (PV) votou em Miley.

 

Após ser eleito, o presidente do legislativo, fez o juramente e depois disse algumas palavras.

“…quero dizer de coração agradecer todos os amigos, companheiros, sem distinção, pelo voto a mim confiado para exercer essa função que é complicada, é muito trabalho e dedicação. Seguirei atuando da mesma forma. Estaremos juntos, não muda nada, gestão de harmonia, companheirismo e postura. Em relação a eleição entendemos que é assim, busca-se o voto, o trabalho é voltado ao bem comum, e a democracia foi exercida. Os trabalho seguem da mesma forma, vamos seguir fiscalizando, cobrando e o que é de nossa competência, o gabinete estará sempre aberto como sempre esteve. Todos têm seu valor aqui dentro, sem distinção. Vamos todos juntos fazer uma gestão eficiente e com produtividade é o que a população espera e é o que seguiremos fazendo”. Afirmou Miley Santos.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Rosa Weber toma posse na presidência do TSE


A ministra Rosa Weber toma posse hoje (14), às 20h, no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em sessão solene no plenário da Corte. A solenidade será transmitida ao vivo pela TV Justiça e pelo canal do TSE no YouTube.

Rosa Weber será a segunda mulher a presidir o TSE em mais de 70 anos de criação do tribunal. A primeira foi Cármen Lúcia, em 2012. O primeiro desafio da ministra será a organização das eleições de outubro, que serão realizadas no dia 7.

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, durante a segunda e última audiência pública sobre descriminalização do aborto.
A ministra do STF Rosa Weber (Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil)

Rosa Weber, que é ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), já ocupa a vice-presidência do tribunal e vai suceder a Luiz Fux, que concluiu período máximo de dois anos no cargo. O mandato irá até agosto de 2020.

Na mesma sessão, serão empossados os ministros Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF),  e Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça. Barroso assume como vice-presidente do TSE e Mussi será corregedor-geral da Justiça Eleitoral.

O TSE é formado por sete ministros, dos quais três são do STF, sendo um o presidente da Corte. Dois ministros são do STJ, um dos quais é o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, e dois juristas que representam os advogados e são nomeados pelo presidente da República.

Nas eleições de outubro, caberá ao tribunal, além de organizar o pleito, deferir os registros de candidatura de candidatos à Presidência da República e todos os recursos que os envolvem.

Histórico

A ministra nasceu em Porto Alegre e fez carreira como magistrada da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Sul. Antes de ser nomeada para o STF em 2011, Rosa ocupava o cargo de ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi juíza do Trabalho no período de 1981 a 1991, integrou o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) de 1991 a 2006. Rosa Weber assumiu a presidência do TRT da 4ª Região de 2001 a 2003.

Fonte: Agência Brasil