Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa solicita a Prefeitura de Primavera do Leste, esclarecimentos sobre o processo de licitação nº 373/2018


Da Redação

Durante a Sessão Ordinária desta quarta-feira (02), o vereador Luis Costa (PR), pediu esclarecimentos a Prefeitura Municipal de Primavera do Leste, sobre o processo de licitação pregão presencial nº 026/218-SRP / Processo nº 373/2018, que tem como objetivo o Registro de Preços para contratação de empresa prestadora de serviços de auxílio e apoio aos alunos com deficiência, com atendimento em unidades escolares do Município de Primavera do Leste.

“Eu protocolei um requerimento solicitando explicações, porque a empresa com o menor preço foi desqualificada. Gostaria de saber quais foram os critérios do edital para a escolha. O processo de licitação está em andamento, e a diferença de valores é grande entre uma empresa e a outra. De R$ 2 mil reais a R$ 4 mil reais. A vencedora até o momento, oferece os serviços pelo preço maior” Explica Luis Costa.

O legislador questiona que, com a empresa de menor valor a Prefeitura iria fazer uma economia maior. Ainda em sua fala cita que provavelmente as empresas que perderam, não obedeceram a critérios como não estarem com o alvará regular, ou por não ter a sede em Primavera do Leste, entre outros pontos. E que esses quesitos poderiam sim ser revistos ainda na confecção do edital, para que não houvesse favorecimento.

“Eu quero acreditar que não houve privilégio dentro do edital, para a empresa vencedora, porque isso é inadmissível. Está casa de Leis, esta cansada de apanhar de todos, de sermos chamados de bandidos e ladrões, por pessoas que não tem moral para falar qualquer coisa, que tem ficado nos bastidores, tentando fazer politicagem. Nosso papel é fiscalizar, requerer informações, e eu quero saber se houve direcionamento para a empresa vencedora, porque eu não admito termos escolas sem infraestruturas, pessoas madrugando em filas de espera para conseguir uma única senha para o atendimento médico, temos que fazer política para o povo e não política de favorecimento”. Questiona o vereador.

Luis é incisivo ao dizer que a prefeitura não tem índice na folha para a contratação de mais profissionais para a área da saúde, mas indaga que, os cargos dos chegados continuam na prefeitura.

“Meu lado político é o povo, é o senhor que está precisando de remédios, que está precisando de um atendimento médico, da senhora que acredita na política e não na politicagem que está sendo criada, executada em nossa cidade. Desculpem vossas excelências! Mas estamos servindo de fantoches? Eu vou estar de olho em tudo sim, quero saber os porquês. Engraçado que se formos pensar na história da política em nosso País, ela se repete, estamos lidando com coronelismo e clientelismo, vamos sempre atender a um mesmo público? Porque sabemos, tem sido realizadas reuniões particulares em igrejas, em bairros, buscando apoio, para a política de sempre, ou seja, quem não tem dinheiro, não tem vez, não tem voz, eu mesmo não tenho dinheiro para campanha, se por ventura for candidato, então não tenho chance e o povo? Pessoas novas não tem vez na política, é isso?” Ressalta Luis Costa.

As duras críticas do vereador Luis Costa em tribuna, sobre o sistema político, continuaram quando ele novamente questionou os acordos com empreiteiras e outras empresas, revoltando-se, ao perceber que os legisladores estão sendo palhaços neste processo.

“Perdoem a expressão vossas excelências, mas o jogo político acontece. Acompanhamos aqui nas redes sociais, um moleque, falando de nós, sem saber nossa realidade, até porque ele nem de Primavera é, e ainda nos xingando. Este garoto está ligado a um grupo político forte no estado, e eu acho isso inadmissível, é muita demagogia. Precisamos tomar uma atitude e nos posicionarmos, sendo ainda mais fiscalizadores, ficarmos mais atentos, esta Casa de Leis precisa reagir à altura”.

Vereador Luis Costa fala sobre ameaças que tem recebido

Com um discurso rígido, pautado na transparência da “coisa pública”, o vereador  Luis Costa tem recebido ameaças. O legislador já demonstrou que tem trabalhado por Primavera do Leste, mostrando as dificuldades que as pessoas sofrem com a falta de alguns serviços públicos. Sua característica de comunicador, de ser um bom ouvinte e mediador, tem conquistado a confiança de muitos cidadãos. No entanto, outros que se enquadram como “oposição” ao vereador, atacam com armações baixas, chegando até ameaçá-lo.  Diante dos fatos, o legislador alerta a população de que, se encontrarem notícias em veículos de informações seja sites, rádios, TVs, com ataques pessoais, não são para se assustarem, já que essas pessoas que disseminam as fofocas são covardes e não buscam trabalhar com a verdade.

“Eu sei por que estou aqui hoje, porque fui eleito pelo povo Primaverense, e já que fui eleito, tenho um trabalho a ser feito, preciso fiscalizar todas as ações do poder público, preciso desenvolver leis que atendam as necessidades de nossa população, preciso lutar pela transparência pública, preciso denunciar todas as mazelas sociais que pessoas vêm sofrendo por causa da política suja. Eu estou com Deus que está com a verdade e não tenho nada a temer”. Finaliza.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Brasil

Jardineiro que escreveu ‘felis’ em canteiro de Jaciara participa de programa da Fátima Bernardes


Reprodução / TV Globo

A cidade de Jaciara (148km de Cuiabá) ganhou a mídia na última semana por conta do erro ortográfico do jardineiro Lindomar, popularmente conhecido como ‘Jaburu’.

Nesta quarta-feira (12), a exposição foi maior ainda: ele participou do programa ‘Encontro com Fátima Bernardes’, da Rede Globo, para falar sobre o ocorrido.

No programa, Lindomar comentou que não percebeu quando tiraram a foto. “Nem notei, eu estava de costas, e quando me falaram já estava na internet. E só tinha críticas no começo”, disse.

Segundo ele, quando chegou em casa e contou para sua esposa, ela até queimou o almoço. Logo depois, seu filho chegou e também viu a repercussão negativa. “Mas ele falou pra mim: ‘Pai, não esquenta não, tem muitas pessoas maldosas no mundo’”, lembrou o jardineiro.

No programa, Fátima e os outros convidados comentaram o ocorrido. Fernando, da dupla Fernando e Sorocaba, chegou a falar que os críticos eram “espíritos de porco”, mas a apresentadora lembrou que, logo depois, “Começou uma onda de solidariedade, que não é muito comum”.

Ao final do programa, Fátima deu toda a coleção de livros do Harry Potter para o filho de Lindomar, que estava na plateia. Assista ao programa completo AQUI.

Depois da polêmica, internautas criaram, inclusive, uma ‘vakinha virtual’ para arrecadar dinheiro para o Natal do Jaburu. Saiba como ajudar AQUI.

Fonte: Primeira Hora