Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa parabeniza a atuação da Polícia Judiciária Civil em Primavera do Leste


Da Redação

Foram apreendidos durante uma operação da Polícia Judiciária Civil, 500 quilos de pasta base de cocaína no último domingo (5). A droga apreendida tinha como destino São Paulo, mas por meio de investigações da Inteligência da Polícia Civil de Primavera do Leste, os policiais conseguiram deter a comercialização dos entorpecentes.

“Eu parabenizo toda a Polícia Judiciária Civil em nome da Delegada Anamaria Machado e do Delegado Rafael Fossari, que junto com a inteligência da Polícia, agiram rápido e não deixaram que esta droga se espalhasse para a sociedade. E essa não foi à primeira apreensão grande, porque na semana passada foram apreendidos mais 300 quilos de drogas no Espírito Santo que saiu de nossa cidade. Vejo com tristeza que Primavera está na rota do tráfico, que nosso município está vulnerável”. Pontua o vereador Luis Costa (PR).

A fala do legislador, em relação ao trabalho da Polícia Civil, foi registrada na sessão de segunda, 13, na tribuna. Luis Costa disse ainda que é preciso proteger as crianças de todo esse mau que é as drogas. “Precisamos proteger nossos filhos para que mais tarde, não perdemos nossas famílias, por causa das drogas. As duas apreensões da última semana, somadas, foram avaliadas em mais de 5 milhões de reais, e esse valor é muito alto. Toda essa quantidade de entorpecentes não é de qualquer traficante de periferia, ou de um bairro mais simples ou afastado do centro de nossa cidade, todo esse valor alto é de traficante grande, que tem influência e poder, e precisamos investigar ainda mais o tráfico, porque Primavera se tornou rota e não podemos deixar prevalecer essa violência contra a vida humana”.

Parabéns a todas as policias, seja Militar e Civil, e ao poder Judiciário, que juntos tem trabalhado muito para que nossa cidade tenha segurança pública de qualidade.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa solicita ao executivo a roçada de mato seco em terrenos baldios e caminhões pipas para molharem as ruas de chão


Da Redação

O clima seco é um dos vilões da boa respiração, é a falta de chuva, a poeira excessiva e as queimadas. Primavera do Leste não fica atrás da realidade nacional, pois o período da seca chega em média há durar três meses, e neste período as doenças respiratórias se agravam, principalmente nas crianças e idosos.

Neste último final de semana o vereador Luis Costa (PR) esteve nos Bairros Poncho Verde e São Cristovão, acompanhando a situação dos terrenos baldios que estão com muito mato seco.

“Esta época do ano, que o clima fica mais seco, tem que cuidar mais da saúde com prevenções, como por exemplo, realizar a roçada de alguns terrenos baldios espalhados pela cidade para evitar que pegue fogo. Estarei solicitando a secretaria de obras o serviço de roçada e limpeza dos terrenos principalmente nestes bairros com pontos mais críticos, porque se houver a queimada o fogo pode se espalhar rapidamente e atingir as residências da comunidade”. Explica o vereador Luis Costa.

Na sessão ordinária de segunda – feira (24), o legislador junto com o colega vereador Valmislei Alves dos Santos, falaram sobre as reclamações dos moradores do Bairro Guterres e região em relação à poeira.

“Este é outro problema que se agrava nesta época do ano, e a população não tem aguentando tanta poeira. Alguns bairros da cidade como o Guterres e região, são mais atingidos porque ainda existem algumas ruas sem asfalto, como exemplo, a rua próxima ao aeroporto que é um dos principais acessos aos bairros. Como o colega Valmislei disse, o executivo precisa colocar alguns caminhões pipas para molhar as ruas, porque se existe água para molhar as gramas, como não molhar as ruas de chão. Eu peço atenção da prefeitura em relação a esta situação que os moradores estão passando com tanta poeira, porque se não fazermos nada, as pessoas irão ficar doentes e sempre digo aqui, que a nossa prioridade tem que ser a saúde do cidadão”. Finaliza Luis Costa.