Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa fala sobre abertura da CPI para investigar a empresa Águas de Primavera


Da Redação

Mais uma vez o assunto “Águas de Primavera”, foi debatido na sessão de segunda (05). Infelizmente as reclamações por parte da comunidade continuam, e para investigar a empresa, o vereador Josafa Martins Barboza (PP) protocolou na Casa de Leis a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a empresa Águas de Primavera.

O vereador Luis Costa (PR) que recebeu em seu gabinete várias pessoas reclamando do aumento das contas e também do valor sendo repetido mês a mês, sem explicação qualquer, diz ser favorável a CPI.

“Além de conversar com muitas pessoas, estive pessoalmente no Guterres, e por lá visitei famílias que estão com contas de mais de dois meses, com o mesmo valor, chegando a R$800,00. Imagina só! Uma família de baixa renda que mora em uma casa de 50 metros,  chegar a gastar 800 reais por mês de água, é um absurdo. Eu tenho certeza que essa CPI, irá passar a limpo a empresa e irá fazer justiça a todas as famílias que estão sendo lesadas. A empresa até foi ao bairro Guterres, montou barraca e disponibilizou funcionários para atender a comunidade, mas a única coisa que eles fizeram por lá, foram parcelar os valores das contas, para que assim o morador não tenha sua água cortada. Isso não pode acontecer, eu sou parceiro de uma investigação”. Explana o vereador Luis Costa na tribuna.

Exemplos de moradores que estão na bronca!

A Dona Mary Oliveira Borges, moradora do bairro Guterres, recebeu duas contas com o mesmo valor sendo, R$102,12, até os centavos foram contabilizados da mesma forma. Esse valor para Dona Mary é alto demais, porque ela mora apenas com o filho e ainda trabalham durante todo o dia, e ninguém fica em casa. Como pode?

E a Fernanda Lima da Silva, que recebeu as duas contas dos meses anteriores no valor de R$832,00, não da para acreditar, que uma residência que nem é considerada lavanderia, gaste tanta água assim.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Rosa Weber toma posse na presidência do TSE


A ministra Rosa Weber toma posse hoje (14), às 20h, no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em sessão solene no plenário da Corte. A solenidade será transmitida ao vivo pela TV Justiça e pelo canal do TSE no YouTube.

Rosa Weber será a segunda mulher a presidir o TSE em mais de 70 anos de criação do tribunal. A primeira foi Cármen Lúcia, em 2012. O primeiro desafio da ministra será a organização das eleições de outubro, que serão realizadas no dia 7.

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, durante a segunda e última audiência pública sobre descriminalização do aborto.
A ministra do STF Rosa Weber (Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil)

Rosa Weber, que é ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), já ocupa a vice-presidência do tribunal e vai suceder a Luiz Fux, que concluiu período máximo de dois anos no cargo. O mandato irá até agosto de 2020.

Na mesma sessão, serão empossados os ministros Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF),  e Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça. Barroso assume como vice-presidente do TSE e Mussi será corregedor-geral da Justiça Eleitoral.

O TSE é formado por sete ministros, dos quais três são do STF, sendo um o presidente da Corte. Dois ministros são do STJ, um dos quais é o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, e dois juristas que representam os advogados e são nomeados pelo presidente da República.

Nas eleições de outubro, caberá ao tribunal, além de organizar o pleito, deferir os registros de candidatura de candidatos à Presidência da República e todos os recursos que os envolvem.

Histórico

A ministra nasceu em Porto Alegre e fez carreira como magistrada da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Sul. Antes de ser nomeada para o STF em 2011, Rosa ocupava o cargo de ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi juíza do Trabalho no período de 1981 a 1991, integrou o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) de 1991 a 2006. Rosa Weber assumiu a presidência do TRT da 4ª Região de 2001 a 2003.

Fonte: Agência Brasil