Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa fala sobre abertura da CPI para investigar a empresa Águas de Primavera


Da Redação

Mais uma vez o assunto “Águas de Primavera”, foi debatido na sessão de segunda (05). Infelizmente as reclamações por parte da comunidade continuam, e para investigar a empresa, o vereador Josafa Martins Barboza (PP) protocolou na Casa de Leis a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a empresa Águas de Primavera.

O vereador Luis Costa (PR) que recebeu em seu gabinete várias pessoas reclamando do aumento das contas e também do valor sendo repetido mês a mês, sem explicação qualquer, diz ser favorável a CPI.

“Além de conversar com muitas pessoas, estive pessoalmente no Guterres, e por lá visitei famílias que estão com contas de mais de dois meses, com o mesmo valor, chegando a R$800,00. Imagina só! Uma família de baixa renda que mora em uma casa de 50 metros,  chegar a gastar 800 reais por mês de água, é um absurdo. Eu tenho certeza que essa CPI, irá passar a limpo a empresa e irá fazer justiça a todas as famílias que estão sendo lesadas. A empresa até foi ao bairro Guterres, montou barraca e disponibilizou funcionários para atender a comunidade, mas a única coisa que eles fizeram por lá, foram parcelar os valores das contas, para que assim o morador não tenha sua água cortada. Isso não pode acontecer, eu sou parceiro de uma investigação”. Explana o vereador Luis Costa na tribuna.

Exemplos de moradores que estão na bronca!

A Dona Mary Oliveira Borges, moradora do bairro Guterres, recebeu duas contas com o mesmo valor sendo, R$102,12, até os centavos foram contabilizados da mesma forma. Esse valor para Dona Mary é alto demais, porque ela mora apenas com o filho e ainda trabalham durante todo o dia, e ninguém fica em casa. Como pode?

E a Fernanda Lima da Silva, que recebeu as duas contas dos meses anteriores no valor de R$832,00, não da para acreditar, que uma residência que nem é considerada lavanderia, gaste tanta água assim.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa solicita ao executivo a roçada de mato seco em terrenos baldios e caminhões pipas para molharem as ruas de chão


Da Redação

O clima seco é um dos vilões da boa respiração, é a falta de chuva, a poeira excessiva e as queimadas. Primavera do Leste não fica atrás da realidade nacional, pois o período da seca chega em média há durar três meses, e neste período as doenças respiratórias se agravam, principalmente nas crianças e idosos.

Neste último final de semana o vereador Luis Costa (PR) esteve nos Bairros Poncho Verde e São Cristovão, acompanhando a situação dos terrenos baldios que estão com muito mato seco.

“Esta época do ano, que o clima fica mais seco, tem que cuidar mais da saúde com prevenções, como por exemplo, realizar a roçada de alguns terrenos baldios espalhados pela cidade para evitar que pegue fogo. Estarei solicitando a secretaria de obras o serviço de roçada e limpeza dos terrenos principalmente nestes bairros com pontos mais críticos, porque se houver a queimada o fogo pode se espalhar rapidamente e atingir as residências da comunidade”. Explica o vereador Luis Costa.

Na sessão ordinária de segunda – feira (24), o legislador junto com o colega vereador Valmislei Alves dos Santos, falaram sobre as reclamações dos moradores do Bairro Guterres e região em relação à poeira.

“Este é outro problema que se agrava nesta época do ano, e a população não tem aguentando tanta poeira. Alguns bairros da cidade como o Guterres e região, são mais atingidos porque ainda existem algumas ruas sem asfalto, como exemplo, a rua próxima ao aeroporto que é um dos principais acessos aos bairros. Como o colega Valmislei disse, o executivo precisa colocar alguns caminhões pipas para molhar as ruas, porque se existe água para molhar as gramas, como não molhar as ruas de chão. Eu peço atenção da prefeitura em relação a esta situação que os moradores estão passando com tanta poeira, porque se não fazermos nada, as pessoas irão ficar doentes e sempre digo aqui, que a nossa prioridade tem que ser a saúde do cidadão”. Finaliza Luis Costa.