Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa avalia o ano de 2018 como desafiador e para o próximo ano quer fazer ainda mais por Primavera do Leste


Da Redação

Em seu primeiro mandato eleito como legislador da Câmara Municipal, Luis Costa fala de 2018, e acredita que o trabalho de um representante político é lutar por políticas públicas existentes em prol do povo.

Na Câmara Municipal é um dos vereadores que mais atende a população em seu gabinete, recebendo assim, sugestões e reclamações da gestão pública. Também é um dos vereadores que mais tem atividades desenvolvidas dentro da comunidade, como consta nos relatórios de atividades protocolados mensais na Casa de Leis. Outro destaque é para o número de indicações, ofícios e requerimentos, em que, atento as necessidades da comunidade, utiliza todos os meios legais para ser mediador do povo com o poder executivo local, além de incansavelmente buscar ajuda com o governo do estado e com os deputados e senadores federais. É o primeiro vereador a publicar em redes sociais e também na mídia local, seu relatório de verba indenizatória, demostrando assim todo seu trabalho diário (é importante salientar que atualmente os vereadores não recebem a verba indenizatória). Outro projeto que ganhou destaque em sua legislatura é o Gabinete Itinerante, em que vai até os bairros da cidade, durante todo o um período do dia, atender a comunidade. Internamente o legislador faz parte das comissões de Justiça e Redação e também de Agricultura e Meio Ambiente, em que estuda e analisa os projetos de lei, assinalando o parecer, para que assim possa ser votados em plenário.

“Foi um ano de muito trabalho lutando pelo nosso povo. Sempre fiquei à disposição de ouvir nossa comunidade, até fora do horário de expediente, indo muitas vezes no período noturno, de encontro a demanda solicitada. A política é atender e levar ao cidadão melhorias, e se não chegar la na ponta, atendendo quem precisa, então não é política”. Afirma Luis Costa.

Como bandeira de luta, o legislador sempre foi muito incisivo ao dizer que a saúde e educação são os pilares para que o resto funcione, e desta forma, lutou muito por melhorias na infraestrutura de escolas municipais e estaduais, e continuamente tem solicitado profissionais e melhores condições de trabalho para a área da saúde. “Todas as secretarias de nosso município são importantes, mas a saúde e educação são o alicerce, pois precisamos de saúde para desfrutarmos do lazer, ou ainda lutar por uma melhor infraestrutura de um bairro. A educação traz conhecimento e transforma a vida das pessoas com novas esperanças e perspectivas, e a saúde nos torna aptos para caminharmos firmes em nossa luta”.

Além das atividades de legislador, Luis Costa teve um ano agitado em sua carreira política, pois foi candidato a Deputado Estadual. O vereador diz que enquanto representante do povo Primaverense, tem buscado a cada dia melhorar mais a cidade com saúde, educação, infraestrutura, economia, mas quando decidiu sair para Deputado Estadual, foi porque viu que sendo um representante dentro do estado, além de destinar mais recursos para Primavera, lutaria também pelo pelo Estado.

“Quando comecei a exercer minha função de vereador, vi que poderia ajudar mais a população Primaverense e também o nosso estado e por isso decidi ser candidato a Deputado Estadual. Neste percurso, mantive meu nome, mas me decepcionei demais com alguns colegas políticos e percebi, que enquanto representante do povo, jamais poderemos esquecer que a política é meio para melhorar as condições de vida dos cidadãos, e percebi que alguns políticos não honraram com a palavra que tiveram comigo, em busca de uma sociedade melhor e pelo fato de alguns colegas políticos pensarem individualmente e não coletivamente, me decepcionei. Mas o que não esperava é que o desejo do povo por mudança falou mais forte e nas urnas pude ver isso, pois não ganhei como deputado estadual, mas fui o mais votado em Primavera do Leste”. Explica Luis Costa.

Com uma equipe de cinco pessoas e sua família, o vereador fez história em sua campanha. Sem investimentos altos, desbancou figurões da política do estado e foi o candidato que na opinião de 3.973 eleitores Primaverenses, será a renovação da política pública. “Eu escolhi estar ao lado do povo, lutar pela saúde, pela educação, por mais trabalho digno, por melhorar a nossa economia, e tantas outras bandeiras, e reafirmo que em 2019, continuarei trabalhando forte e com novos projetos ,como o processo de industrialização de nossa cidade, que gerará novos empregos. Também buscarei parcerias com o Executivo Municipal, com o Governo do Estado, com a Câmara dos Deputados Federais e Senadores, em busca de investimentos e emendas parlamentares, para que, nossa cidade consiga neste próximo ano, desenvolver e que cada cidadão possa acompanhar economicamente este desenvolvimento”. Finaliza Luis Costa.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Brasil

Calendário de pagamento do Seguro DPVAT já está disponível na internet


O calendário de pagamento do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro DPVAT) já está disponível para proprietários de veículos de todo o país no site da Seguradora Líder, no qual o boleto pode ser gerado.

São Paulo - Prefeito João Doria sanciona criação do Parque Municipal do Minhocão, que prevê desativação gradativa do Elevado João Goulart para carros e uso exclusivo para lazer (Rovena Rosa/Agência Brasil)
O seguro é obrigatório e deve ser pago por motoristas e motociclistas de todo o país – Arquivo/Agência Brasil

A Líder é responsável pela administração desse seguro obrigatório, que deve ser pago uma vez por ano para obtenção do licenciamento do veículo. Se não pagar, o proprietário perde o direito ao seguro em caso de acidente, se for o condutor do veículo no momento da ocorrência, mas os demais envolvidos permanecem cobertos.

O prêmio deve ser quitado junto ao vencimento da cota única ou da primeira parcela do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), nos bancos Bradesco, Caixa, Santander, Itaú e Banco do Brasil.

O pagamento segue o calendário do IPVA de cada estado. No caso do Rio de Janeiro, por exemplo, o prazo para pagar o IPVA vence no próximo dia 21 para veículos de placa final 0, informou a assessoria de imprensa da Líder. A seguradora esclareceu que, no caso de veículos isentos do IPVA, o pagamento do DPVAT deve ser feito durante o emplacamento ou licenciamento anual. A forma de pagamento varia de estado para estado.

Deságio

De acordo com resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados, em dezembro do ano passado, foi aprovada redução média de 63,3% no valor do DPVAT para 2019. O valor da redução dpende do tipo de veículo. Automóveis particulares e táxis, por exemplo, terão o DPVAT reduzido em 71%. A tarifa será de R$ 16,21 para automóveis particulares.

Para motocicletas, responsáveis pela maioria dos acidentes de trânsito atendidos pelo Seguro DPVAT, o valor do prêmio chega a R$ 84,58.

Da mesma forma que ocorreu no ano passado, o Seguro DPVAT não poderá ser parcelado para nenhuma categoria de motoristas. Os valores são válidos para todo o país. Dúvidas podem ser esclarecidas na Central de Atendimento da Seguradora Líder no número 4020 1596 (regiões metropolitanas) ou 0800 022 12 04 (outras regiões). O Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) pode ser acessado no número 0800 022 8189, 24 horas por dia.

Cobertura

O Seguro DPVAT cobre qualquer cidadão acidentado no Brasil, seja motorista, passageiro ou pedestre. São oferecidos três tipos de cobertura: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada de saúde (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até três anos.

Do total de recursos arrecadados pelo Seguro DPVAT, 50% são destinados à União, dos quais 45% vão para o Sistema Único de Saúde (SUS), visando ao custeio da assistência médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito; e 5% vão para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), para investimento em programas de educação e prevenção de acidentes de trânsito. Os 50% restantes são reservados para despesas, reservas e pagamento de indenizações.

Fonte: Agência Brasil