Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

A Palavra - Opinião

Valores Invertidos do verdadeiro papel da escola!


O verdadeiro papel da escola é o de socializar o conhecimento, ensinar o português, a matemática, as quatro operações, a interpretar textos lidos, etc. Os pais devem atuar na formação moral dos seus filhos, é essa soma de esforço que promove o pleno desenvolvimento do individuo como cidadão. A escola deve ser um lugar onde a criança deva encontrar os meios de se preparar para realizar seus projetos de vida que já trazem ensinados pelos seus pais, a qualidade de ensino é, portanto, condição necessária tanto na sua formação intelectual quanto moral, sem formação de qualidade tanto na escola como em casa, a criança poderá ver seus projetos frustrados no futuro.

Na escola não basta saber ler que “Eva viu a uva”, “A Bia leva o bule”. É preciso compreender qual é o contexto social dessas frases, qual o seu significado, como o leitor (aluno) vai interagir com essas informações, com as letras, com as sílabas, com as frases e depois com o texto. Aprender a produzir uma ideia e saber interpretar essa ideia. Confesso que lecionar hoje não está sendo fácil, os tempos são outros. Os diretores se acham dono da escola, as maiorias dos pais não participam da vida escolar dos seus filhos, muitas vezes por não terem tempo, pois dizem trabalhar para o sustento da família, outras vezes é omissão e na maioria das vezes os pais são despreparados. Como ensinar aquilo que não sabe, né?

É muito importante a presença dos pais no acompanhamento escolar dos seus filhos de qualquer forma, sendo ajudando na tarefa de casa, ou pedindo pra alguém ajudar, participar das atividades escolares quando são convidados. O estudo é o tesouro mais precioso que um pai pode dar aos seus filhos.

Muitos estudiosos idealistas que não estão diretamente com as crianças em sala de aula e que muitas vezes nunca estiveram, sabem o “pega pra capar”, que os cuidadores e professores enfrentam no seu dia a dia. Eles falam bonito, fazem palestras brilhantes, sabem tudo de ensinar, “criam” projetos para serem aplicados nas escolas, sentados nas suas salas refrigeradas, poltronas de couro, cafezinho. ZERO de infraestrutura, Zero de comprometimento e consequentemente zero de aprendizado e resultado efetivo.

E tem mais, a grande maioria desses intelectuais, não colocam e nem colocariam seus filhos em escola pública, por que não acreditam no próprio trabalho ou talvez porque sabem que o que se oferece nesses estabelecimentos de fato não atende a uma completa preparação para um pensamento culto e intelectual do pensar, ser e agir.

É lamentável que uma profissão tão nobre, se tornou uma missão tão árdua, tão desgastante, professores adoentados psicologicamente, sem falar no salário, que quando aumenta além da porcentagem ser de miséria, ainda precisa ser parcelado. É ou não é uma piada. O maior desafio dos professores não é ensinar o básico curricular necessário e obrigatório. O grande desafio é mediar conflitos que surgem no decorrer da aula, pois se perdem horas a fio mediando problemas que surgem no decorrer da aula em consequência do mau comportamento de uma parcela considerável dos alunos.

Pai, mãe ou responsáveis (avó, avô, etc), ENTENDAM POR FAVOR, a EDUCAÇÃO DO SEU FILHO É COM VOCÊS. Ensine a eles VALORES como responsabilidade, autonomia, altruísmo, gratidão e amor por si e pelos outros para que eles adquiram noções fundamentais de respeito, de paciência, de afetividade, de companheiros.

É em CASA que se ensina bons modos, respeito mútuo e valores. Com a ajuda de vocês a Educação Pública terá tudo pra ser da melhor qualidade.

A Escola NÃO EDUCA, ela ensina o seu filho a ler, a escrever, a interpretar e as realizar as quatro operações e APENAS REFORÇA Os valores que a sua criança já DEVE trazer de casa ensinados POR VOCÊS PAIS.

O grande desafio é transformar o ensino publico em algo que vala a pena estar lá, tanto para os profissionais, quanto para a comunidade escolar, sem a ajuda efetiva dos pais, nesse importante processo da vida de seus filhos, nada irá acontecer. Juntos conseguiremos uma escola pública de qualidade. Cada um fazendo a sua parte em prol das nossas crianças.

Ivoneth Nunes é Professora Pedagoga , Pós graduada em Docência para o Nível Superior pela UFMT , Funcionaria Pública. 


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa solicita ao executivo a roçada de mato seco em terrenos baldios e caminhões pipas para molharem as ruas de chão


Da Redação

O clima seco é um dos vilões da boa respiração, é a falta de chuva, a poeira excessiva e as queimadas. Primavera do Leste não fica atrás da realidade nacional, pois o período da seca chega em média há durar três meses, e neste período as doenças respiratórias se agravam, principalmente nas crianças e idosos.

Neste último final de semana o vereador Luis Costa (PR) esteve nos Bairros Poncho Verde e São Cristovão, acompanhando a situação dos terrenos baldios que estão com muito mato seco.

“Esta época do ano, que o clima fica mais seco, tem que cuidar mais da saúde com prevenções, como por exemplo, realizar a roçada de alguns terrenos baldios espalhados pela cidade para evitar que pegue fogo. Estarei solicitando a secretaria de obras o serviço de roçada e limpeza dos terrenos principalmente nestes bairros com pontos mais críticos, porque se houver a queimada o fogo pode se espalhar rapidamente e atingir as residências da comunidade”. Explica o vereador Luis Costa.

Na sessão ordinária de segunda – feira (24), o legislador junto com o colega vereador Valmislei Alves dos Santos, falaram sobre as reclamações dos moradores do Bairro Guterres e região em relação à poeira.

“Este é outro problema que se agrava nesta época do ano, e a população não tem aguentando tanta poeira. Alguns bairros da cidade como o Guterres e região, são mais atingidos porque ainda existem algumas ruas sem asfalto, como exemplo, a rua próxima ao aeroporto que é um dos principais acessos aos bairros. Como o colega Valmislei disse, o executivo precisa colocar alguns caminhões pipas para molhar as ruas, porque se existe água para molhar as gramas, como não molhar as ruas de chão. Eu peço atenção da prefeitura em relação a esta situação que os moradores estão passando com tanta poeira, porque se não fazermos nada, as pessoas irão ficar doentes e sempre digo aqui, que a nossa prioridade tem que ser a saúde do cidadão”. Finaliza Luis Costa.