Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Previsão para entrega da nova sede do fórum de Primavera do Leste é para setembro de 2019


Após 12 anos de espera, o município de Primavera do Leste poderá contar com um novo Fórum. Em março, o Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (TJMT) firmou contrato com a empresa que deu início à construção da nova sede.  A obra é avaliada em R$ 14,5 milhões e o prazo para a entrega é setembro de 2019. O terreno está localizado no cruzamento da Rua Miami com Avenida Sebastião Figueiredo.

A contratação foi realizada com R$ 1.7 milhão de economia para os cofres do
Tribunal. Segundo a Coordenadoria de Infraestrutura do TJMT, o preço inicial orçado foi de R$ 16.229.992,93. Por meio de concorrência pública, o melhor preço apresentado, aliado aos documentos regulares da empresa, foi de R$ 14.5 milhões.

O prédio terá capacidade para atender oito Varas. Serão cerca de 6 mil metros quadrados de área construída em um terreno de 23 mil m2, localizado na Avenida Dom Sebastião Figueiredo, no Bairro Jardim das América, próximo a sede da Associação Comercial e Empresarial de Primavera do Leste (Aciple) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

O prédio atual do fórum localizado no Parque Castelândia tem menos de 2 mil m2, onde funcionam seis Varas. Serão três criminais e duas civis, com uma área de 250 metros quadrados cada. É um projeto modular que não
apresentará problemas para implementar. O projeto é simples, mas irá atender bem o anseio da sociedade e será um grande ganho para Primavera, conforme o TJMT.

DOAÇÃO DO TERRENO

Dono de diversos loteamentos pela cidade, o empreendedor Edgar Cosentino foi o responsável por doar a área para a prefeitura. Junto aos advogados da cidade e servidores do Poder Judiciário local, o senhor Cosentino tem a esperança de que, desta vez, a construção do prédio siga adiante, em benefício do melhor atendimento à população.

Fonte: Clique F5


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa solicita ao executivo a roçada de mato seco em terrenos baldios e caminhões pipas para molharem as ruas de chão


Da Redação

O clima seco é um dos vilões da boa respiração, é a falta de chuva, a poeira excessiva e as queimadas. Primavera do Leste não fica atrás da realidade nacional, pois o período da seca chega em média há durar três meses, e neste período as doenças respiratórias se agravam, principalmente nas crianças e idosos.

Neste último final de semana o vereador Luis Costa (PR) esteve nos Bairros Poncho Verde e São Cristovão, acompanhando a situação dos terrenos baldios que estão com muito mato seco.

“Esta época do ano, que o clima fica mais seco, tem que cuidar mais da saúde com prevenções, como por exemplo, realizar a roçada de alguns terrenos baldios espalhados pela cidade para evitar que pegue fogo. Estarei solicitando a secretaria de obras o serviço de roçada e limpeza dos terrenos principalmente nestes bairros com pontos mais críticos, porque se houver a queimada o fogo pode se espalhar rapidamente e atingir as residências da comunidade”. Explica o vereador Luis Costa.

Na sessão ordinária de segunda – feira (24), o legislador junto com o colega vereador Valmislei Alves dos Santos, falaram sobre as reclamações dos moradores do Bairro Guterres e região em relação à poeira.

“Este é outro problema que se agrava nesta época do ano, e a população não tem aguentando tanta poeira. Alguns bairros da cidade como o Guterres e região, são mais atingidos porque ainda existem algumas ruas sem asfalto, como exemplo, a rua próxima ao aeroporto que é um dos principais acessos aos bairros. Como o colega Valmislei disse, o executivo precisa colocar alguns caminhões pipas para molhar as ruas, porque se existe água para molhar as gramas, como não molhar as ruas de chão. Eu peço atenção da prefeitura em relação a esta situação que os moradores estão passando com tanta poeira, porque se não fazermos nada, as pessoas irão ficar doentes e sempre digo aqui, que a nossa prioridade tem que ser a saúde do cidadão”. Finaliza Luis Costa.