Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Prefeitura e entidades se movimentam pela ampliação da Caixa Econômica em Primavera do Leste


Para tratar da instalação da nova agência da Caixa Econômica Federal, em Primavera do Leste, que está ameaçada de ser adiada, sob a alegação de corte no orçamento, o prefeito Léo Bortolin promoveu uma reunião na manhã desta terça-feira, 19, com o presidente da Câmara, Miley Alves, os vereadores, Luis Costa e Manoel Mazzutti, o presidente da 22º Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, Edmar Rodrigues, Ubiratan Ferreira da Aciple e o representante da Loja Maçônica, José Carlos Campanhoni para elaborar um documento a ser entregue ao presidente da Caixa Econômica Federal Gilberto Magalhães Occhi.

Ao tomar conhecimento desse assunto, o prefeito Léo Bortolin tomou as providências e, nessa reunião ficou decidido que o vereador Luis Costa levará a Brasília e junto com o senador Wellington Fagundes estarão em audiência com Gilberto Occhi, “não podemos permitir que isso aconteça”. A dificuldade de ampliação da Caixa Econômica Federal tem estagnado o desenvolvimento de nosso município, porque “ela é responsável pelos convênios, investimentos e outros procedimentos que ajudam a movimentar o nosso município”.

Para o presidente da Aciple, a instalação de uma nova agência ai atender a demanda de uma cidade que cresce acima da media do país. “É notório que o número de correntistas supera a estrutura física e a capacidade de atendimento da agência instalada em nosso município, por isso, precisamos que esse atendimento seja ampliado por respeito e para não nos penalizar por mais alguns anos e travar o crescimento da instituição”.

O presidente da Câmara de vereadores, Miley Alves, salientou que ampliação dos atendimentos espera que grande parte da demanda seja atendida, “já que a unidade bancária também é responsável pelo atendimento da região”. O vereador Manoel Mazzutti salienta que a construção dessa nova agência possibilitará um atendimento de mais qualidade, “continuaremos a ter uma agência, mas com ampliação dos serviços. Isso trará muitos benefícios a população. José Carlos Campanhoni, representante da Loja Maçônica Primavera, comunga da mesma ideia”. O vereador Luis Costa acredita que com interferência das autoridades locais e o aval do senador não teremos dificuldades em reverter essa situação. Ele viaja nesta quarta-feira, 20, para Brasília.

Da Assessoria de Imprensa


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Rosa Weber toma posse na presidência do TSE


A ministra Rosa Weber toma posse hoje (14), às 20h, no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em sessão solene no plenário da Corte. A solenidade será transmitida ao vivo pela TV Justiça e pelo canal do TSE no YouTube.

Rosa Weber será a segunda mulher a presidir o TSE em mais de 70 anos de criação do tribunal. A primeira foi Cármen Lúcia, em 2012. O primeiro desafio da ministra será a organização das eleições de outubro, que serão realizadas no dia 7.

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, durante a segunda e última audiência pública sobre descriminalização do aborto.
A ministra do STF Rosa Weber (Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil)

Rosa Weber, que é ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), já ocupa a vice-presidência do tribunal e vai suceder a Luiz Fux, que concluiu período máximo de dois anos no cargo. O mandato irá até agosto de 2020.

Na mesma sessão, serão empossados os ministros Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF),  e Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça. Barroso assume como vice-presidente do TSE e Mussi será corregedor-geral da Justiça Eleitoral.

O TSE é formado por sete ministros, dos quais três são do STF, sendo um o presidente da Corte. Dois ministros são do STJ, um dos quais é o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, e dois juristas que representam os advogados e são nomeados pelo presidente da República.

Nas eleições de outubro, caberá ao tribunal, além de organizar o pleito, deferir os registros de candidatura de candidatos à Presidência da República e todos os recursos que os envolvem.

Histórico

A ministra nasceu em Porto Alegre e fez carreira como magistrada da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Sul. Antes de ser nomeada para o STF em 2011, Rosa ocupava o cargo de ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi juíza do Trabalho no período de 1981 a 1991, integrou o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) de 1991 a 2006. Rosa Weber assumiu a presidência do TRT da 4ª Região de 2001 a 2003.

Fonte: Agência Brasil