Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Polícia Militar retoma ações do programa Divvam no combate a violência doméstica


Com o intuito de diminuir casos de violência doméstica e oferecer atendimento humanizado às mulheres, o projeto Divvam busca a capacitação de policiais militares no atendimento a estas vítimas. Hoje, o projeto, também oferece uma rede de apoio as vítimas.

Uma iniciativa do 11º Comando Regional da Polícia Militar, o projeto segue em parceria com instituições de Primavera do Leste para oferecer apoio especializado às vítimas de violência doméstica. O projeto conta com apoio do Ministério Público, Secretarias de Saúde e de Assistência Social, Sala da Mulher e Conselho da Mulher. É oferecido as mulheres atendimento
psicológico, assistência social, qualificação profissional entre outros.

O projeto já existe há dois anos e, de acordo com a comandante da PM, Coronel Francyanne Siqueira, a ação dos policiais no atendimento melhora a qualidade de vida das vítimas e diminui casos de reincidência. Ela conta que em uma situação, eles foram à casa de uma das vítimas, mas só encontrava o esposo dela, “nessa oportunidade eu conversei com ele, que disse: ‘foi
uma situação aleatória, nunca tinha acontecido antes, não vai voltar a acontecer’. Então, porque a gente vai continuar vindo aqui”, relata a coronel. A Coronel Francyanne diz que o projeto tinha foco somente nos policiais para que eles tivessem maior sensibilidade no atendimento as vítimas, mas que perceberam que tinham condições e viram a necessidade de ampliar o atendimento as vítimas. “Nós fazemos essa visita pós ocorrência, verificamos como ela está, se o marido voltou a agredir, se ela conseguiu a medida protetiva, caso ela tenha requerido, se ela está
precisando de algum encaminhamento, prefeitura, assistente social, para o CRAS, para o CREAS”, relata.

No atendimento as mulheres ela fala que é importante fazer a visita para verificar qual a necessidade delas. “A gente percebe que o que falta é uma orientação. A pessoa, ela fica num estado psicológico muito abalado, aí ela não tem para onde ir, ela não sabe que caminho seguir, então é mais nesse sentido mesmo, de uma orientação, saber do que ela está precisando naquele momento”, complementou.

Francyanne ressalta que, muitas vezes, a mulher não quer largar o marido, ela somente quer que o clico de agressões pare. E muitas mulheres começam a enxergar que podem romper esse ciclo de violência. “A primeira coisa que a gente ouve delas é que ela não se sente só, que tem outras mulheres que tem a mesma situação, vivem a mesma realidade e que é possível sim a gente sair daquele ciclo, romper aquele ciclo de
violência, que tem vida após isso”.

A coronel fala que as parcerias que a PM encontra para que essas mulheres busquem uma qualificação profissional é muito importante “porque elas percebem que, realmente, tem condições, que elas podem, são capazes de viver sem aquela situação toda”. Como exemplo, em 2019, o projeto em parceria com o Senac, entregou 13 certificados do curso de Manicure e Pedicure. O curso com duração de três meses, foi oferecido as
vítimas de violência doméstica. Segundo a Coronel, muitas mulheres acabam mantendo o ciclo de violência porque ela não tem uma forma de se sustentar, de sustentar os filhos. “Então com esse curso a gente conseguiu, mostrar para ela que ela é capaz, que ela consegue ter o seu próprio
dinheiro, ter o seu ganho mensal e consegue trabalhar dentro de casa, não precisa sair”, relata Francyanne.

O projeto Divvam irá retomar as visitas às mulheres que foram vítimas de violência no período de dezembro até agora que ainda não foi possível realizar. Muitos casos são registrados toda semana, mas a Coronel Francyanne fala que não há aumento de casos, existe aumento de registro. “Não é que agora que começou a acontecer, sempre aconteceu, só que ficava dentro de casa. Agora não, a mulher está tendo coragem de ligar, ela está tendo coragem de ir atrás dos direitos dela”. O projeto Divvam acolhe todas as mulheres vítimas de violência doméstica e oferece ajuda. A coronel ressalta que, mesmo que a mulher não queira dar continuidade ao
registro da ocorrência, eles vão até a residência para ver se tudo está bem, se ela está precisando de algo, de encaminhamento para algum serviço.

Segundo a Coronel Francyanne, existe uma análise para que o programa Divvam passe a oferecer serviços para os maridos das vítimas, “é uma proposta da promotora de justiça, Nayara Scolfaro, para que, em parcerias com a prefeitura, com a câmara municipal, a gente consiga. Só que isso depende de profissionais, da contratação de psicólogo, de assistente social e, infelizmente, hoje a realidade não está ajudando muito”, relata.
Recentemente, por meio de decreto, a Prefeitura de Primavera do Leste instituiu o Programa de Desconstrução da Violência com ações que envolvem os homens. “Implantação do Projeto Homem com H, visando incluir o público masculino na reconstrução de olhares e coibir, prevenir e reduzir a reincidência da violência doméstica contra a mulher, nos grupos de PAIF (Programa de Atenção Integral a Família), SCFV (Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos) e PAEFI (Programa de Atenção
Especializada para Famílias e Indivíduos) das unidades de CRAS e CREAS”, diz texto do decreto.

A Coronel Francyanne fala da importância deste decreto. Ela ressalta que a Polícia Militar faz por boa vontade, porque vê a necessidade de se fazer algo. “A partir do momento que tem uma lei que direciona isso, até por conta de recurso também, é um ponto importante que a gente tem que apoiar”, pontua. O decreto está em vigor desde 28 de fevereiro e irá atuar no atendimento as mulheres e na prevenção de casos de violência por meio da articulação dos atendimentos especializados no âmbito da saúde, da justiça, da rede socioassistencial e da promoção da autonomia financeira.
A coronel Francyanne fala que é importante ressaltar a postura da mulher, “ela não tem que ficar aguentando aquilo, através de conversa a gente percebe que tem mulheres que, há anos, todo fim de semana apanha. Como a pessoa consegue se manter, sobreviver numa situação dessa. A gente alerta para que elas tenham essa coragem de romper essa vida de agressões, que ela, com certeza, consegue, mas tem que ter coragem e muita vontade porque, realmente, não é fácil”.

O programa Divvam está disponível a todas as mulheres vítimas de violência que necessitem de qualquer apoio. Para buscar ajuda, podem ligar no 190, por e-mail divvam@pm.mt.gov.br ou procurar o 11º Comando Regional da Polícia Militar. “Não quer vir aqui, liga aqui que a gente vai até o local, vamos até a casa para poder conversar. Estamos abertos esse público”, conclui.

Fonte: Wellington Camuci/Clique F5


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Dois jovens morrem após colisão entre motocicletas na MT-130


Acidente aconteceu na MT-130, trecho que liga a cidade de Primavera do Leste ao município de Paranatinga é comum ver pessoas fazendo manobras radicais próximo ao local do acidente

A MT-130, trecho que liga a cidade de Primavera do Leste ao município de Paranatinga, foi o cenário de um trágico acidente no fim da tarde deste sábado (30). Dois jovens acabaram colidindo frontalmente com suas motocicletas.

A equipe do Samu foi acionada, mas chegando no local a médica plantonista constatou que as vítimas já estavam em óbito.

Os dois jovens envolvidos no acidente são primaverenses .Trata-se de Wilkelson Henrique Nogueira, 25 anos, e Gustavo Rodrigues Mendes de apenas 23 anos .

Segundo informações de populares o jovem que seguia sentido a cidade de Primavera do Leste tentou desviar de uma carreta, foi nesse momento que ele veio colidir na motocicleta que seguia sentido contrário.

A equipe da Politec esteve no local para realizar a perícia do acidente.

A MT 130 além de ter um grande fluxo de veículos diariamente, devido ao escoamento dos produtos agrícolas, apresenta um aumento de carretas e caminhões. Por isso o cuidado deve ser redobrado nessa época do ano.

Com informações do Agora MT 


HOME / NOTÍCIAS

Polícia

PRF prende condutor alcoolizado em Primavera do Leste/MT


Policiais encontraram uma garrafa de whisky no interior do veículo

Um homem de 25 anos foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na madrugada desta sexta-feira (29), em Primavera do Leste.

Por volta das 01:25h, a equipe da PRF que fiscalizava na BR-070, abordou o veículo Toyota/Hilux, de cor preta e placas de Primavera do Leste. No interior do veículo foi encontrada uma garrafa de whisky.

O condutor foi submetido ao teste do etilômetro que registrou 1.03 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Valores a partir de 0,34 mg/L são considerados como crime.

A ocorrência foi encaminhada para Polícia Civil de Primavera do Leste.

SECOM PRF MT

Fonte: PRF MT

HOME / NOTÍCIAS

Região

Cuiabá registra nova vítima da Covid-19 e Mato Grosso contabiliza 55 mortes


As mortes confirmadas da Covid-19 chegaram a 55, após um idoso de 73 anos morrer hoje (28), em Cuiabá. Ele havia sofrido um infarto há 18 meses, era hipertenso e estava em casa quando morreu. Além de registrar dois óbitos em 24 horas, Mato Grosso confirmou 177 novos pacientes no mesmo período, chegando a 2.085 mil casos da doença, conforme boletim divulgado pela secretaria estadual de Saúde (SES).

Cuiabá (44), Rondonópolis (14) e Confresa (15) tiveram o maior número de confirmações nas últimas horas. As outras ocorrências foram contabilizadas em: Alta Floresta (4), Aripuanã (1), Barra do Garças (3), Cáceres (3), Campo Novo do Parecis (4), Campo Verde (2), Cotriguaçu (2), Jaciara (2), Lucas do Rio Verde (5), Matupá (2), Mirassol D’Oeste (1), Nova Mutum (3), Nova Olímpia (1), Nova Ubiratã (9), Novo Mundo (3), Paranaíta (1), Pedra Preta (1), Pontes e Lacerda (5), Ponto Esperidião (2), Primavera do Leste (5), Santo Antônio (1), Sinop (2), Sorriso (10), Tangará da Serra (14) e Vila Rica (1), além de quatro moradores de outros estados.

A SES ainda divulgou uma nova morte, registrada ontem (26), quando dois óbitos também foram notificados em Mato Grosso. A vítima trata-se de um produtor rural de 88 anos e morava em Juara, além de possuir diagnóstico de hipertensão.

Internações 

No total, 134 pacientes estão internados. Deles, 87 são atendidos pelo SUS, sendo 46 hospitalizações em UTIs e 41 em leitos clínicos. No momento, o sistema tem 15,2% (256 disponíveis) da ocupação dos leitos de UTI e 4,5% (864 disponíveis) em enfermarias, incluindo os novos leitos do Hospital Metropolitano.

A rede particular atende, até o momento, 47 pacientes. Deles, 23 estão em UTI e 24 em leitos de clínicos. A SES também já registrou 624 pacientes recuperados, ou seja, que não manifestaram novos sintomas da Covid-19 após 14 dias.

Apesar das recuperações, Mato Grosso ainda tem 1.407 mil pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. A maior parte dos pacientes (1.273 mil mil deles) estão em isolamento domiciliar.

Faixa etária 

A faixa etária média dos pacientes é de 40,7 anos, sendo 50,3% do sexo feminino e 49,7% do sexo masculino. A maior parte das confirmações foi contabilizada em pessoas com 31 a 40 anos, sendo 598 delas. Registros entre pacientes com 41 a 50 anos ocupam o segundo lugar, contabilizando 453 pessoas.

Em adultos de 51 a 60 anos, são 293. Os casos em idosos com mais de 80 anos saltaram para 30. Assim como as confirmações em crianças com menos de 5 anos, que subiram para 34.

Jovens de 21 a 30 anos correspondem a 363 das notificações, enquanto na faixa etária de 11 a 20 anos somam 95. Por fim, as ocorrências da doença em crianças de 6 a 10 anos subiram para 29.

Transmissão 

Sete cidades continuam registrando transmissão local do vírus, são elas: Cáceres, São José dos Quatro Marcos, Mirassol d’Oeste, Curvelândia, Querência, Jangada e Alta Floresta.

Assim como o registro de municípios com transmissão local do vírus, que continuam sendo 13: Cuiabá, Várzea Grande, Rosário Oeste, Rondonópolis, Barra do Garças, Sinop, Lucas do Rio Verde, Tangará da Serra, Jaciara, Primavera do Leste, Nova Mutum, Sorriso e Campo Novo do Parecis.

Confira os 20 municípios com mais casos da Covid-19:

Cuiabá (655), Várzea Grande (203), Rondonópolis (162), Tangará da Serra (98), Primavera do Leste (89), Barra do Garças (70), Lucas do Rio Verde (64), Confresa (64), Sorriso (59), Sinop (45), Rosário Oeste (38), Jaciara (36), Alta Floresta (36), Pontes e Lacerda (27), Nova Mutum (27), Peixoto de Azevedo (25), Cáceres (25), Campo Verde (24), Querência (15) e Nova Ubiratã (15).

RD News


HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa afirma que houve confusão por parte da Prefeitura de Primavera do Leste em confirmar e logo depois desmarcar seletivo


Da Redação

Ao ser questionado por várias pessoas da comunidade o vereador Luis Costa (PDT) solicitou a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Primavera do Leste a informação em relação a um seletivo que ocorreria neste domingo (31) de maio. Segundo a assessoria de comunicação o seletivo não teria sido desmarcado e as provas iriam ser realizadas segundo normas sanitárias. A informação chegou por meio de mensagem ao vereador às 13h34 desta terça -feira (26/05/2020). Diante da informação o legislador gravou um vídeo informando a população de que o seletivo ocorreria e que seria contrário a realização das provas.

“Em um outro momento com os colegas vereadores, há dias eu já tinha me posicionado contrário a realização deste seletivo, já que estamos vivendo em um momento de pandemia em que não está tendo aulas em escolas e faculdades, e não teria como ter um seletivo. Sendo assim gravei um vídeo com a nota da assessoria da Prefeitura me posicionando novamente contra o seletivo e dizendo que seria realizado. Porém o que eu achei estranho é que logo que postei meu vídeo a assessoria enviou outra nota dizendo que a comissão organizadora reveria a realização do seletivo e que até o final da tarde teria um parecer do que foi definido, porém na sequência o prefeito gravou um vídeo dizendo que a informação repassada a mim, de que teria o seletivo, era mentira. Fico muito decepcionado por eles fazerem esse tipo de politicagem, já que eu tinha a informação da assessoria e era verídica, então em nenhum momento fui errado. Essa situação foi um erro da assessoria da prefeitura ou foi politicagem proposital por parte do gestor”. Afirma o vereador Luis Costa.

Após uma hora depois da primeira mensagem, e também após a postagem do vídeo do legislador, a assessoria de comunicação envia outra mensagem no celular do vereador dizendo que a comissão organizadora estaria reunida e discutindo a realização do seletivo e que até o final do dia teria uma resposta definitiva. Porém às 15h38 da tarde, chega uma nova mensagem da assessoria de comunicação dizendo que o seletivo está suspenso desde o dia 5 de abril que era a data que estava prevista em edital, e quase no mesmo horário o prefeito municipal gravou e publicou em redes sociais, um vídeo dizendo que o seletivo estava desmarcado e que estavam tentando desmoralizar a imagem da gestão.

“Acredito que alguém errou feio, ou foi a assessoria ou o próprio prefeito, já que não falei nada sem informação oficial, e quero afirmar que não estou contra a gestão municipal, apenas me posiciono em questões que refletem na vida de nosso povo, e também fiscalizo e acompanho as ações do executivo, que é minha função de vereador”. Finaliza Luis Costa.