Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

A Polícia Civil conclui inquérito sobre a morte do menino João, na Avenida dos Lagos


Da Redação

A Delegada da Polícia Civil, Anamaria machado Costa, responsável pelo inquérito policial, indiciou o suspeito pelo crime de homicídio doloso, pois assumiu o risco de matar.

As investigações concluídas constataram que, por meio do exame de bafômetro, que o suspeito teria em seu organismo um índice de álcool bem acima do permitido legalmente.

Ainda segundo a Polícia Civil, o menino estava em frente ao Lago Municipal, quando foi atropelado por um motociclista no dia 01/10/2017. As investigações apontaram que o suspeito, J.B.F. , conduzia o veículo com excesso de velocidade na rua e em razão disso não conseguiu evitar a fatalidade.

O suspeito se encontra preso preventivamente. Toda a sociedade Primaverense lamente a morte do menino, João Henrique Lopes Tows, vítima de mais uma imprudência no trânsito.

O caso

 

Um menino de 6 anos morreu atropelado na noite deste domingo, 1, na Avenida que fica em frente ao lago municipal em Primavera do Leste.

Segundo populares, um motociclista, aparentemente bêbado, atropelou a criança, e o impacto foi tão grande que jogou o menino a 50 metros, e depois ainda tentou fugir do local, mas caiu da moto logo à frente. As pessoas que estavam no local, ficaram nervosas com a situação e tentaram agredir o motociclista, mas a polícia chegou logo em seguida e levou o suspeito para a Delegacia de Polícia.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Escavações são feitas para encontrar corpo de jovem grávida morta pelo amante em MT


Policiais fizeram escavações nessa terça-feira (20) para tentar localizar o corpo da atendente de lanchonete Franciele Costa, de 28 anos, que estava grávida de sete meses e foi morta em fevereiro de 2014, em Porto dos Gaúchos, a 644 km de Cuiabá.

Segundo a Polícia Civil, um mandado de busca e apreensão decretado com base em investigações do desaparecimento da jovem teve como alvo a propriedade agrícola do pecuarista José Sebastião Boldrin, de 67 anos, conhecido na região como ‘Zé Padeiro’, apontado como autor do crime que vitimou Franciele.

Durante as buscas foram realizadas escavações utilizando uma máquina pá carregadeira, nos vários pontos da fazenda em que o corpo da jovem poderia estar escondido. No interior da casa do investigado os policiais apreenderam cartuchos e cerca de 50 munições de diversos calibres.

O pecuarista foi conduzido à delegacia, onde foi ouvido e autuado em flagrante por posse irregular de munições.

Investigação

As investigações apontam que o suspeito era casado e tinha um relacionamento amoroso com a vítima, que estava grávida de José e ele queria que Franciele fizesse um aborto. No dia 18 de fevereiro de 2014 a jovem saiu para se encontrar com o pecuarista e nunca mais foi encontrada. Até hoje o corpo da vítima não foi encontrado.

A última vez que ela foi vista estava entrando na caminhonete do suspeito. Na ocasião do desaparecimento da jovem, José chegou a ser preso, mas foi posto em liberdade mediante um habeas corpus. Depois, fugiu para o Paraná, onde morou por algum tempo no município de Toledo e depois foi para São Paulo.

Nas investigações, a polícia concluiu que o crime foi premeditado após ela ter pedido dinheiro a ele para comprar uma casa. José sabia que ela estava grávida e, como ela estava pedindo dinheiro e ele não queria dividir a herança, planejou o assassinato dela.

O assassinato teria ocorrido na fazenda de propriedade do amante, naquele município, onde eles costumavam se encontrar.

No mês de dezembro de 2017, Boldrin foi localizado e preso pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá. No entanto, foi novamente colocado em liberdade.

Fonte: G1 Mato Grosso