Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Região

Pesquisa da UFMT estuda nova vacina contra dengue e mobiliza 800 voluntários


Cerca de 800 voluntários já foram imunizados contra a dengue, em Cuiabá, através da vacina que está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o Hospital Universitário Júlio Müller, vinculado à UFMT. O trabalho, que começou há pouco mais de um ano, agora procura voluntários de 2 a 17 anos para que se encerrem as imunizações na Capital no próximo mês de março.

Os estudos, coordenados pelo Instituto Butantan, estão na fase de ensaio clínico nível 3 e tiveram início em outubro do ano passado. Cuiabá é um dos 17 centros no Brasil que também estão coletando dados sobre a vacina junto aos voluntários. A missão para Mato Grosso é vacinar 1,2 mil pessoas, ou seja, ainda há 400 vagas para voluntários.

“Aqui em Cuiabá a maioria esmagadora dos voluntários está satisfeita e entende que a intenção do projeto é salvar vidas, fazendo com que a dengue pare de ser um problema de saúde. Sabendo disso, eles têm respeitado os procedimentos e retornado às consultas”, pontua ao  o infectologista Thiago Rodrigues, subinvestigador do projeto.

O pesquisador afirma que a fase de inclusão de adultos já está encerrada e que no momento o trabalho está aguardando a inclusão de crianças e adolescentes. Nessa faixa etária, para receber a dosagem da vacina o menor de idade precisa de autorização do pai e da mãe.

Thiago comenta que a vacina não impõe nenhum tipo de restrição ao voluntário. A única coisa que os médicos pedem ao paciente é comunicar todos os medicamentos que estão sendo tomados e que a pessoa não se vacine nos 28 dias após a imunização contra a dengue. O fato serve para não atrapalhar a interpretação em relação ao estudo.

Ele pontua que o voluntário recebe a imunização que pretende protegê-lo pelo resto da vida. A pessoa imunizada será acompanhada pela equipe médica por 5 anos e deverá retornar em 10 consultas.

“Esses retornos servem para a gente ter o feeling pessoal, para saber se a vacina está funcionando no voluntário ou não. Todos os dados são sigilosos e nós enviamos diretamente para o Instituto Butantan, até por isso não temos nenhuma avaliação prévia”, explica.

Ao todo, o laboratório que realiza o trabalho em Cuiabá conta 18 pessoas, sendo médicos (2), agentes de saúde (4), secretárias (2), técnicas de enfermagem (2), enfermeiros (2), farmacêuticos (2), técnicos em laboratórios (2) e o coordenador geral, o médico pesquisador Cor Jesus.

Vacina

A iniciativa visa combater que os brasileiros sejam infectados pelo vírus da dengue, causador da morte de 794 pessoas no país no ano passado, de acordo com o Ministério da Saúde. A doença é considerada endêmica – quando acontece com muita frequência em uma região – em mais de 120 países do mundo.

Gilberto Leite

m�dico Thiago Rodrigues Dengue

  Infectologista Thiago Rodrigues destaca o compromisso dos voluntários cuiabanos

Por causa da situação do contágio, Thiago defende que as pesquisas são de suma importância para salvar vidas. Apesar disso, ainda em 2017 os pesquisadores ainda lutam contra correntes antivacina, muito famosas em países como os Estados Unidos.

A atriz Jenny MacCarthy, ex-esposa do comediante Jim Carrey, por exemplo, chegou a encabeçar grandes campanhas contra a vacinação após um estudo fraudado sugerir uma correlação entre a imunização em crianças e o surgimento do autismo.

“Essa onde também existe no Brasil. Mas a grande verdade sobre as vacinas é que elas estão entre as três principais invenções da medicina. O fato científico é que se não fosse pelo advento delas a geração dos nossos pais não teria sobrevivido”, defende o pesquisador.

Especificamente em Cuiabá, Thiago revela que muitas pessoas chegam ao laboratório bastante “desconfiadas” sobre os procedimentos. Apesar disso, ele diz que após uma conversa com os profissionais essas pessoas entendem e até começam a ser orgulhar de fazer parte do trabalho. Como é o caso do próprio pesquisador.

“É gratificante saber que milhões de vidas poderão ser salvas futuramente a partir de um trabalho que a gente participou. O alcance de bons resultados dessa pesquisa tem dimensões globais. Então no meu caso essa é uma satisfação pessoal e profissional enorme, que não tem preço”, finaliza.

Fonte: RDNews/Carlos Palmeira


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Corpo de jovem esfaqueado é encontrado em área de pastagem em Poxoréu


Geovane Santos de Oliveira – Foto: Reprodução/Facebook

O corpo de Geovane Santos de Oliveira, 25 anos foi encontrado em uma área de pastagem aos fundos de uma residência, no bairro Irantinópolis, em Poxoréu (a 85 km de Rondonópolis) neste sábado (19). O jovem estava desaparecido desde a noite anterior (18). No corpo haviam sinais de ferimento por faca.

A Polícia Militar informou que na sexta-feira (18) recebeu uma ligação anônima sobre o sumiço de Geovane. A vítima estaria na casa de amigos, onde iniciou uma discussão e ele teria sido esfaqueado.

A equipe foi até o endereço informado e percebeu que a casa continha vestígio de havia sido evacuada às pressas. Na residência, foi encontrado uma bolsa contendo anotações e recibos pertencentes ao proprietário da casa, porém ninguém foi encontrado na casa.

Já no sábado (19), as 20h, outra ligação anônima foi feita para o 190, informando que o corpo do rapaz estaria no meio de um pasto, a 200 metros da casa onde ele estava com os amigos.

A motivação do crime ainda é desconhecida. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

O material encontrado na residência foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil.

Agora MT / José Antonio Araujo


HOME / NOTÍCIAS

Polícia

PMs fazem cota e pagam documento de moto de porteiro


Um gesto solidário chamou a atenção de várias pessoas na cidade de Tangará da Serra.

Policiais militares fizeram uma cota no valor de R$ 450 para pagar o documento da moto de um porteiro que teria o veículo apreendido durante uma abordagem.

Os policiais se sensibilizaram com a situação do porteiro Marcos Pereira da Cruz que pediu à PM que não apreendessem o veículo dele, porque precisava da moto para levar a mulher dele ao hospital três vezes por semana para hemodiálise.

Diante da situação, através das redes sociais e com a ajuda de outros militares, os PMs conseguiram reunir o valor necessário para pagar a documentação.

O porteiro disse que a mulher dele realiza hemodiálise há seis anos e, nos últimos meses, apareceu um tumor entre o útero e o ovário. “Ultimamente tem sido difícil. Eu ganhei essa moto do meu irmão, está velha, precisei gastar com o conserto do motor e a documentação ficou atrasada. Já cheguei a levar minha esposa de bicicleta, mas é longe, e essa moto agora é o nosso único meio de transporte”, contou.

Agora MT


HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Carlos Instrutor afirma que Casa de Leis não está impedindo o executivo de trabalhar


Fofocas que tem se espalhado em nossa cidade que não estamos deixando o menino trabalhar

Da Redação

Diante de falatórios por parte de algumas pessoas de grupos de oposição, tem se ouvido de que a Câmara Municipal está atrapalhando os trabalhos do prefeito, e em seu discurso na última sessão ordinária (14), o vereador Carlos Instrutor (PSD), afirma que a Casa de Leis não é oposição.

“Aproveito a fala do nosso presidente Miley (PV), que disse aqui sobre as fofocas que tem se espalhado em nossa cidade que não estamos deixando o menino trabalhar. Quero dizer aqui, que sou companheiro do Leo, e afirmo que, todos nós legisladores somos parceiros  e tudo que for para melhorar nossa cidade, estaremos juntos”. Explica o vereador.

Carlos Instrutor aproveitou para citar o pedido do partido verde em não derrubar todas as árvores da região central de nossa cidade. O legislador disse que se a proposta do executivo é para melhorar o embelezamento de nossa cidade e também adequar a infraestrutura, tem seu consentimento, mas não concorda em deixar os canteiros centrais sem árvores.

“Se as árvores que estão no canteiro central estão perfurando o asfalto por causa da raiz, então, se for para cortar as árvores que existem hoje, que se coloquem outras no lugar, porque as árvores proporcionam sombra e também deixa a cidade mais agradável. O prefeito Leo pode contar comigo para ações positivas que irão tornar nossa cidade melhor ainda para nossa comunidade”. Menciona Carlos Instrutor.

O vereador continua sua fala insistindo que a Casa de Leis é transparente e não é oposição ao executivo. Ainda cita que alguns jornais e também por meio das redes sociais, grupos de pessoas estão disseminando informações falsas de oposição, mas isso não é verdade.

“Temos hoje aqui, a vereadora Carmem Betti Borges (PSC), o vereador Neri (PDT), o vereador Josafá Barbosa (PP), que estiveram aqui na legislatura passada, e sabem que tinham uma ou duas laranjas podres contaminando todos os outros e na época, não existiam perseguições com fofocas em redes sociais e em toda imprensa. Alguns que passaram por essa casa já fizeram uma baderna aqui, tinha vereador que nem morava em Primavera do Leste, eu mesmo cheguei a ser suplente e assumi por várias vezes, mas em nenhuma vez fiz pressão para alguém sair”. Ressalta o vereador.

Carlos Instrutor deixa bem claro que hoje existe o Portal da transparência que dá acesso a qualquer cidadão para acompanhar a vida pública de seus representantes, e que a Casa de Leis é um local aberto, em que, qualquer pessoa pode ter freqüentar o local.

“Tem relatos de assessores das legislaturas passadas, que pegavam diárias para viagens de  vereadores e ficavam em casa, para ninguém descobrir a mentira e hoje isso não existe. Gente isso é falcatrua é baderna com o dinheiro público. Esse pedido de auditoria desta casa vai mostrar quem foram os ex-presidentes e legisladores do passado, porque se hoje estão espalhando que estamos roubando, vamos mostrar a nossa população quem está roubando”. Indaga o legislador.

Trânsito

O mês de maio é dedicado a atividades em alusão ao trânsito, a campanha é conhecida como “Maio Amarelo”, e segundo o vereador Carlos Instrutor, a campanha vem de encontro com os pedidos que os vereadores têm feito para que o executivo viabilize a Secretaria de Trânsito e também fomente mais ações de prevenção a acidentes.

“Eu protocolei um pedido a Secretaria de Fazenda para saber quantos o município tem arrecadado com as multas de trânsito, porque segundo o Código de Trânsito, número 320, todo o valor arrecadado com as multas deve ser revertido para a Coordenadoria Municipal de Trânsito e Transportes Urbanos (CMTU), mas parece que o dinheiro não tem chegado, já que todas as vezes que mandamos uma indicação para sinalização, com placas ou pinturas, a CMTU alega não ter dinheiro para as melhorias. Então prefeito, precisamos melhorar nossa mobilidade urbana urgentemente, porque acidentes acontecem também por falta de sinalização e adequações ao nosso trânsito”. Conclui o legislador.