Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

‘Operação Semana Santa’ registra quatro mortes nas rodovias de MT


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 33 acidentes em Mato Grosso durante os quatros dias da Operação Semana Santa 2018. Conforme os dados, 12 dos casos registrados foram sem vítimas e três resultaram em óbito.

A PRF encerrou, às 23h59 deste domingo (1º), a Operação que iniciou às 0h da última quinta-feira (29/03). A estratégia da Superintendência em Mato Grosso foi oferecer reforço concentrado no policiamento ostensivo e preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes e de criminalidade.

Durante os quatro dias de operação, a PRF desenvolveu ações para conter os acidentes relacionados ao excesso de velocidade, à alcoolemia ao volante, ao uso inadequado do cinto de segurança e às ultrapassagens indevidas, principais causas de acidentes com óbito em todo Brasil.

O resultado foi a manutenção da média no número de acidentes, sendo 33 este ano contra 34 em 2017. Em 2018, 33 pessoas saíram feridas após acidentes nas rodovias federais do Mato Grosso, sendo 30 na Operação 2017. O órgão registrou quatro óbitos neste feriadão, enquanto que em 2017 uma pessoa morreu nas rodovias do Estado.

Os flagras que contrariaram o Código de Trânsito Brasileiro – CTB resultaram na aplicação de 1.242 autos de infração. Em 2017, foram 1.563 infrações.

Foram registrados 1.192 flagrantes de excesso de velocidade nas rodovias do Estado. Na Operação do ano passado foram 1.183. Em diversos trechos da BR-364, onde a velocidade regulamentar é de 80 km/h, os policiais operadores do radar móvel capturaram veículos trafegando a 158 km/h em pista molhada. Já na BR-163, região de Rondonópolis, onde a velocidade é de 110 km/h, os radares detectaram veículos a 189 km/h. Além desses, foram autuados também outros 94 motoristas por ultrapassagem em locais proibidos. Em 2017, foram lavrados 195 autos pela mesma manobra.

As equipes PRFs abordaram 32 motoristas que assumiram o volante após o consumo de álcool. 27 deles foram submetidos ao teste do etilômetro (bafômetro) e 12 encaminhados para a Polícia Civil após o aparelho apontar uma concentração de álcool igual ou superior a 0.34 mg/l, crime de trânsito conforme o CTB.  Três pessoas se recusaram a fazer o teste, o que também gera multa nos casos em que estejam visíveis sinais de embriaguez. No total, foram realizados 1.188 testes do etilômetro. Na Operação 2017, foram registrados 54 flagras de alcoolemia e 12 pessoas foram detidas.

Em 2018, foram autuados ainda 30 condutores por transportar crianças sem o uso da cadeirinha, 29 por não usarem o cinto de segurança e outros 43 por transportar passageiros sem o cinto. Outros três motoristas foram autuados depois de serem flagrados usando o celular enquanto dirigia. Em 2017, por transportarem crianças sem o uso da cadeirinha, 30 motoristas foram multados, 49 por não usarem o cinto de segurança e outros 60 por transportar passageiros sem o cinto.

A Operação Semana Santa 2018 reforçou também o policiamento ostensivo e preventivo em locais e horários de maior incidência de criminalidade. No total, foram lavrados 36 Boletins de Ocorrência Policial – BOP e 33 pessoas foram detidas por crimes diversos, entre os quais crime ambiental, alcoolemia, porte ilegal de arma e adulteração de sinais identificadores do veículo.

ACIDENTES EM MT

O 1° deles ocorreu às 4h do dia 29/03, na BR- 158, km 630, em Nova Xavantina, quando uma caminhonete capotou e o condutor veio a óbito no local. Também na última quinta (29/03), por volta das 18h, no Km 453 da BR-174, em Comodoro, uma pessoa morreu após tombamento de veículo de carga. Já na manhã de sexta (30/03), uma colisão frontal entre veículo de passeio e caminhão tanque vitimou duas pessoas no km 551 da BR-163, em Diamantino.

Fonte: Agoramt


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

Motorista de ônibus escolar é preso por estupro de menor em Campos de Júlio


O motorista de ônibus escolar do município de Campos de Júlio (a 526 km da Capital), Delson Verdecio de Gusmão, 39 anos, foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva, por estupro mediante violência contra uma estudante de 15 anos. O mandado foi cumprido no final da tarde de quarta (14).

A prisão foi solicitada pela Polícia Civil, após comunicação feita na  Delegacia no dia 2 de outubro deste ano, referentes a atos que iniciaram em setembro, mas que por medo não foram denunciados antes pela vítima.

A adolescente  compareceu na Delegacia acompanhada de uma conselheira tutelar. A vítima contou que os abusos iniciaram em setembro, quando ela retornava para casa após as aulas. A garota  relatou que no dia 26 de setembro, o suspeito iniciou investigadas contra ela, a puxando pelos braços na tentativa de beijá-la. Nessa ocasião, diante da negativa da menina, o suspeito tocou em suas partes íntimas.

Na madrugada de  28 de setembro, aproveitando que estava sozinha com a vítima no ônibus escolar, o suspeito parou o veículo no meio do trajeto de sua casa até a escola e a puxou novamente pelos braços, empurrou para um banco e manteve relação sexual com ela. No retorno da escola o suspeito investiu novamente, mas acabou desistindo diante de pessoas que estavam trabalhando perto do local onde o ônibus estava parado.

O delegado Gilson Silveira classificou o crime de alta gravidade devido ao contato do motorista com crianças e adolescentes. “Uma situação extremamente grave por envolver transporte de alunos  da escola municipal. Ele praticou um estupro contra uma aluna mediante violência e várias vezes atos libidinosos”, disse o delegado.

RD News


HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa cobra em tribuna a contratação de mais médicos oftalmologista


Da Assessoria

O problema já é conhecido por grande parte da comunidade, mas há anos não tem tido uma solução pontual. A fila de espera para consultas e exames com médicos oftalmologistas só aumentam. Já tivemos três médicos, depois dois e chegamos a apenas um, atendendo normalmente, mas essa quantidade de profissionais não tem suprido a necessidade de nossa população.

Por duas vezes o vereador Luis Costa (PR), falou em tribuna sobre a falta de médicos oftalmos e o quanto essa especialidade é procurada pela população. “Recebo em meu gabinete pessoas de todas as idades, que tem problemas de vista e precisam de consultas e de exames, e são muitos pedidos e tem gente aguardando um atendimento há mais de anos. Professores que também encaminham crianças para o especialista já que o aprendizado sem a visão fica comprometido, e mesmo com a necessidade, não estão sendo atendidas como devem. A demora só agrava o problema”.

Luis Costa disse ainda em tribuna na última sessão (12) que lamenta a situação e que já protocolou em agosto um ofício solicitando ao secretário de saúde que pudesse verificar a situação de perto e tentar resolver, mas ainda o problema continua.

“Nós vereadores estamos votando o orçamento do executivo, e peço um olhar especial para essa especialidade, e se for necessário vamos cortar alguns gastos como do gabinete do prefeito, do salgadinho e outros e vamos contratar ou fazer seletivo ou concurso, seja qual a solução, mas precisamos ter mais médicos oftalmos”. Ressalta Luis Costa.

O legislador ainda falou da falta de gestão do governador do estado, Pedro Taques (PSDB) em que não tem realizado o repasse a saúde do município de forma correta e como deveria ser. Luis Costa ressalta que parte do que vem ocorrendo com a saúde, é culpa sim do governo do estado que não tem cumprido com o seu dever, mas também menciona que diante dessa perspectiva ruim, o município tem que encontrar soluções e ajudar a população.

“Prefeito, já que nosso governo não está ajudando vamos ajudarmos essas pessoas que estão na fila do SUS, vamos olhar para o nosso povo, e encontrar uma solução. Eu aqui estou decepcionado com este governo do estado e quero parabenizar aos vereadores de nossa casa e tantos outros de municípios vizinhos que estiveram em Rondonópolis na semana passada lutando pelo Hospital Regional, e também estão indo a Cuiabá, cobrar os repasses que são por direito dos municípios, e ao senhor governador quero dizer, que aos deixar as pessoas sem atendimento nas filas de espera, os problemas agravam e o resultado é triste: pessoas morrendo, por falta de capacidade de gestão, política e humanidade do senhor”.

Luis Costa sugere um consórcio de saúde para que o município possa resolver este e outros problemas de consultas e exames.

Nota da Secretaria de Saúde

De acordo com o secretário de saúde, Advanilson Sampaio, o município tem contratado um médico oftalmologista, e esta aberta para a contratação de mais oftalmos um credenciamento, na qual, está disponível para os profissionais fazerem o cadastro e começarem atender, sendo assim não houve corte na área de oftalmologia.

Ainda o secretário explicou que o município fez uma parceria com o Rotary Clube para realizar mutirões de atendimentos médicos e exames. O primeiro mutirão já foi realizado e atendeu 600 pessoas e até o final deste mês terá outro mutirão de oftalmologia. Sendo assim os pacientes que estão na fila de espera, procurem o seu posto de saúde e se informem para participar do mutirão.