Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

A Palavra - Opinião

Não foi acidente. Bebida e direção em Primavera do Leste deixaram suas marcas de dor


Com A Palavra

Acidente, acontecimento casual, fortuito, inesperado; ocorrência ou qualquer acontecimento, desagradável ou infeliz, que envolva dano, perda, sofrimento ou morte.

O trânsito primaverense já deixou suas vítimas ao longo dos tempos, os dois casos recentes fizeram duas famílias chorarem pela imprudência do álcool misturado com a direção.

Em outubro de 2017  o pequeno João Henrique, 6, foi uma das vítimas de um motociclista bêbado. Segundo informações de testemunhas o garoto estava sentado no meio fio quando foi atingindo pela motocicleta Hornet 600, sendo arrastado por cerca de 50 metros, Jocemar França estava pilotando sobre efeito de álcool, em velocidade de 93 km/h na Avenida dos Lagos, ele foi solto 25 dias após o acidente.

Outra vítima Larissa Marcário 21, estava em uma motocicleta e seguia pela Avenida Campo Grande na quarta-feira (13), quando foi atingida por uma caminhonete dirigida por Luiz Carlos Bravin, 56 anos, que foi solto audiência de custódia, que ocorreu na sexta-feira (15). O juiz arbitrou fiança no valor de R$ 100 mil.

Não foram os primeiros acidentes com vítimas fatais no município, às noites primaverense são regadas por muito álcool e manobras radicais, dados que preocupam, pois não se vem blitz da Lei Seca, que parece ter se molhado com tantos motoristas dirigindo embriagados pelas nossas ruas.

Esta se tornando rotineiro veículos invadirem comércios, subirem em rotatórias, canteiros e inúmeros postes amanhecem no chão nas segundas-feiras, porque a maior incidência acontece nos finais de semana.

O trânsito do município precisa de melhor estrutura para reprimir os motoristas bêbados, ou melhor, motoristas que assumem o risco de matar alguém, pois insistem em beber e dirigir, quantas mais famílias terão que chorar a dor da perca de um ente-querido. A culpa maior esta na impunidade, com as Leis Brasileiras ninguém ficará preso por matar alguém no trânsito, tendo como presos e punidos as vítimas destes assassinos do volante, enquanto as Leis para quem mata não os pune na medida necessária, a Lei Seca reprime e previne acidentes ou outros homicídios no trânsito primaverense, blitz da Lei Seca já e puna todos independes de poder financeiro ou influencia.

 

 

 


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

TSE reúne equipes de Bolsonaro e Haddad para discutir fake news


A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, remarcou para hoje (17) reunião com os coordenadores das campanhas dos candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

No encontro, previsto para às 19h30, em Brasília, estarão na pauta notícias falsas veiculadas especialmente nas mídias sociais.

TSE faz últimos preparativos para o primeiro turno nas Eleições 2018
TSE sediará reunião hoje para debater notícias falsas      (Arquivo/José Cruz/Agência Brasil)

As notícias falsas (fake news, em inglês) entraram na agenda do TSE desde o início da preparação do processo eleitoral.

O tribunal chamou os partidos a assinarem um acordo contra as notícias falsas, reforçou a equipe que monitora essa prática e agora tenta um pacto entre os dois candidatos para evitar a disseminação de fake news.

Para os ministros do TSE, as notícias falsas podem afetar a credibilidade do pleito.

Haddad chegou a propor um acordo com o adversário para evitar as fake news, mas Bolsonaro recusou, via mídias sociais. Decisões do TSE têm tirado notícias falsas da internet.

Fonte: Agência Brasil