Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

MP pede arquivamento de inquérito contra ex-vereadores Messias e Walmir


O Ministério Público – MP arquivou o inquérito civil que investigava os ex-vereadores de Primavera do Leste, Manoel Messias Cruz Nogueira (Messias
di Caprio), Walmir Zeliz dos Santos e um empresário da cidade. Eles eram
investigados por receber terrenos em troca de aprovação de projeto de lei
com vistas à mudança de utilização da Avenida Florianópolis, ampliando assim um loteamento. A justificativa dada pelo órgão para o arquivamento, foi a prescrição no prazo.

O inquérito foi aberto em 2017, após matérias publicadas no Jornal O Diário e demais meios de comunicação.
Em decisão em relação ao arquivamento, publicada no dia 26 de julho de 2018, o promotor de Justiça, João Batista de Oliveira, ressaltou que “é o relato. O artigo 23, inciso I da Lei nº 8.429/92, estabelece que as ações destinadas a levar a efeito as sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa devem ser propostas em cinco anos após o término do exercício do mandato.
Na espécie, o mandato dos vereadores investigados se encerrou em 31 de
dezembro de 2012 e, desde então, já transcorreram cinco anos, restando
impedida a propositura de ação em razão da ocorrência da prescrição. Assim, considerando não se tratar de causa de continuidade do acompanhamento por este inquérito civil ou mesmo de propositura de Ação Civil Pública, arquivo o presente procedimento”.
O CASO
A ação foi proposta com base nas investigações no âmbito da operação Karcharias, pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp) contra crimes na administração pública. À época, foram cumpridos mandados na Câmara Municipal, no gabinete e na casa do então vereador.
A suposta negociação teria ocorrido em 2008, quando Di Caprio teria se reunido com o ex-vereador Walmir Zéliz, que na época exercia o mandato, e tentou trocar o voto dele para aprovar o projeto de lei em troca de um lote, avaliado em R$ 70 mil.
De acordo com a Polícia, Messias, teria mantido a conversa em nome do empresário, com intuito de promover uma composição na Câmara pela aprovação, oferecendo ao então vereador Zéliz o lote.
No dia da votação Walmir Zeliz se absteve do voto e o projeto foi reprovado em Plenário.

Clique F5 / Jaqueline Hatamoto


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Homem é morto a tijoladas após brigar com amigo que deu em cima da mulher dele


Homem foi morto pelo amigo em Sorriso — Foto: Rafael Sousa/Portal Sorriso

Homem foi morto pelo amigo em Sorriso — Foto: Rafael Sousa/Portal Sorriso.

Um homem foi assassinado na tarde desse domingo (23) com golpes de tijolos na frente da casa dele, na Avenida Curitiba, no Bairro Jardim Amazônia, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, Maurício Nunes da Silva, de 35 anos, foi morto após brigar com um amigo que teria dado em cima da mulher dele.

A briga entre os dois homens começou depois que a mulher de Maurício reclamou que recebeu uma cantada do ‘amigo’ do marido.

Segundo informações da Polícia Militar, o suspeito e a vítima bebiam em uma casa. Maurício, ao chegar em casa, ouviu da mulher dele que o amigo teria dado em cima dela.

Os dois homens brigaram na casa da vítima. Testemunhas disseram que Maurício supostamente teria agredido o homem.

Ao revidar, o suspeito pegou um tijolo e golpeou Maurício, que morreu em frente de casa.

Os militares tentaram localizar o autor do homicídio, mas o suspeito não foi encontrado. O caso passa a ser investigado pela Polícia Civil.

Fonte: G1 Mato Grosso