Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Motorista perde o controle de carro, capota em ponte e abandona o veículo em MT


Carro capotou sobre a Ponte Júlio Müller, que liga as cidades de Várzea Grande (Foto: TV Centro América)

Carro capotou sobre a Ponte Júlio Müller, que liga as cidades de Várzea Grande (Foto: TV Centro América)

Um motorista perdeu o controle do carro e capotou na madrugada desta terça-feira (31) sobre a Ponte Júlio Müller, que liga as cidades de Várzea Grande, na região metropolitana da capital, e Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, quando os policiais chegaram ao local do acidente o motorista e os passageiros não estavam mais no veículo.

O acidente ocorreu por volta de 5h (horário de Mato Grosso) na pista que vai de Várzea Grande para Cuiabá.

Por causa do capotamento, houve vazamento de óleo do veículo na pista. O Corpo de Bombeiros foi chamado para fazer a limpeza da pista. O carro seguia de Várzea Grande para Cuiabá quando capotou. O veículo ficou destruído.

Os policiais interditaram o trânsito na pista do acidente e várias pessoas optaram por atravessar a ponte a pé. Os ônibus do transporte coletivo se aproximavam da cabeceira da ponte e os passageiros desceram para continuar a travessia para Cuiabá.

O trânsito na região ficou comprometido até que o veículo fosse retirado por um guincho e a pista limpa pelos bombeiros. O tráfego foi liberado antes das 6h.

Fonte: G1 Mato Grosso


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Rosa Weber toma posse na presidência do TSE


A ministra Rosa Weber toma posse hoje (14), às 20h, no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em sessão solene no plenário da Corte. A solenidade será transmitida ao vivo pela TV Justiça e pelo canal do TSE no YouTube.

Rosa Weber será a segunda mulher a presidir o TSE em mais de 70 anos de criação do tribunal. A primeira foi Cármen Lúcia, em 2012. O primeiro desafio da ministra será a organização das eleições de outubro, que serão realizadas no dia 7.

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, durante a segunda e última audiência pública sobre descriminalização do aborto.
A ministra do STF Rosa Weber (Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil)

Rosa Weber, que é ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), já ocupa a vice-presidência do tribunal e vai suceder a Luiz Fux, que concluiu período máximo de dois anos no cargo. O mandato irá até agosto de 2020.

Na mesma sessão, serão empossados os ministros Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF),  e Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça. Barroso assume como vice-presidente do TSE e Mussi será corregedor-geral da Justiça Eleitoral.

O TSE é formado por sete ministros, dos quais três são do STF, sendo um o presidente da Corte. Dois ministros são do STJ, um dos quais é o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, e dois juristas que representam os advogados e são nomeados pelo presidente da República.

Nas eleições de outubro, caberá ao tribunal, além de organizar o pleito, deferir os registros de candidatura de candidatos à Presidência da República e todos os recursos que os envolvem.

Histórico

A ministra nasceu em Porto Alegre e fez carreira como magistrada da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Sul. Antes de ser nomeada para o STF em 2011, Rosa ocupava o cargo de ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi juíza do Trabalho no período de 1981 a 1991, integrou o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) de 1991 a 2006. Rosa Weber assumiu a presidência do TRT da 4ª Região de 2001 a 2003.

Fonte: Agência Brasil