Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Região

Motorista atropela mulher após descobrir que ela apoia um candidato da oposição


Uma mulher identificada pelas iniciais Y.A.S., de 27 anos, foi atropelada por um motorista, de 24 anos, na madrugada deste domingo (25), após ela dizer que apoia partido de oposição ao qual ele pretende votar para a Prefeitura de Lambari d’Oeste (a 339 km de Cuiabá).

Segundo o boletim de ocorrência, a mulher caminhava pela rua com seu marido, quando o suspeito se aproximou e ofereceu carona.

Os dois aceitaram de imediato e entraram no carro. Em seguida, o suspeito perguntou se o casal apoiava a candidato a prefeito Marcelinho da Bem Estar (PDT), da coligação “Renova Lambari”. Mas os dois responderam que apoiavam a concorrente Maria Manea (PSD), da Coligação “O Povo Feliz de Novo”.

Irritado, o motorista gritou para que os dois descessem do carro. Assim que a mulher desceu do carro, o suspeito tentou o atropelamento, mas não conseguiu no primeiro momento. Ele manobrou o carro e acelerou em direção à mulher novamente, conseguindo atingi-la na perna direita.

Após o atropelamento, o suspeito fugiu e tomou rumo ignorado. A mulher teve uma luaxação na perna. Foi encaminhada para o Hospital Municipal de Lambari d’Oeste para ser medicada e foi liberada em seguida. O marido da mulher não foi atingido.

A Polícia Militar foi acionada e realizou buscas para localizar o motorista, mas não tiveram sucesso. Eles conseguiram encontrar a casa onde ele mora e a mãe disse que disse que ele não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Também contou ele que estava dirigindo sob efeito de álcool.

O caso foi registrado como tentativa de homicídio e encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil de Rio Branco, que vai investigar o caso.

RD News.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Pedido de cassação de Luis Costa é arquivado após vereador citar perda prazo da conclusão de processo


Da Redação

Em sua 2º legislatura, eleito pelo povo, o vereador Luis Costa (PDT) se posiciona a favor das políticas públicas que favorecem o povo. É incisivo em dizer que não tem lado político, e que sempre lutará pelos diretos dos cidadãos primaverenses. Diante das inúmeras denúncias realizadas, sendo, contrário há algumas condutas da gestão municipal, e a atuação de alguns profissionais liberais que trabalham de forma indireta com grupos políticos, Luis tem deixado algumas pessoas incomodadas.

 

Recentemente um advogado que atuou frente a gestão municipal sentiu-se ofendido e requereu a cassação do mandato do vereador Luis Costa, que segundo o advogado, o legislador se referiu ao profissional de forma pejorativa. O pedido foi para o plenário e desta forma a maioria dos pares votou pela abertura da Comissão Processante (CP) para investigar a conduta do vereador.

 

Durante a última sessão ordinária (18/10), o relatório concluído da CP do vereador Luis Costa foi para a pauta, na qual, antes da leitura da CP, Luis Costa citou em tribuna o artigo 71 do Regimento Interno dizendo sobre os prazos. Após sua fala, o presidente da Casa de Leis, durante a leitura do projeto da CP, citou um requerimento do próprio advogado que solicitou a abertura da Comissão, e nesta ocasião, o documento consta a não continuidade em relação ao objetivo principal da CP, em que, solicita a cassação do vereador. Diante dos fatos o presidente da Casa de Leis, decidiu-se por acatar a questão de ordem e retirou de pauta o parecer da comissão e determinou o trancamento da presente denúncia.

 

“Eu quero agradecer a Deus em primeiro lugar, pois se estou aqui é graças e ele que me concedeu este lugar. Quero agradecer aos amigos e família, pois cada um esteve comigo em vários momentos. Antes de iniciar a leitura do processo de cassação eu já tinha mencionado a situação da perca dos prazos, mas independentemente da situação quero aqui agradecer também aos colegas vereadores que disseram que votariam ao meu favor. Estamos em uma briga política, em que a situação não é apenas o meu cargo político e sim a minha família e a minha luta contra a corrupção. Pois existem pessoas como o advogado Dr. Claudiomar que está agora atuando para minha ex-mulher e tem tentado de todas as maneiras me atingir. Uma tentativa foi o bloqueio das minhas redes sociais. Quero dizer que não vão conseguir me calar, pois minha luta é pelo bem e contra a corrupção e continuarei trabalhando forte e firme, pois eu tenho Deus e sei que estou no caminho certo”. Descreve Luis Costa.