Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Morador é preso com mais de 620 kg de pescado irregular


Um morador foi preso com mais de 620 kg de pescado irregular, na noite dessa quarta-feira (31) em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, os policiais receberam uma denúncia sobre o armazenamento de peixe adquirido em pesca predatória.

O suspeito, identificado como Edmilson Filho Alves da Silva, de 22 anos, foi encaminhado à Polícia Civil. Os policiais foram checar a denúncia, na Travessa Melchiades Francisco Miranda, no Bairro Urupês, em Rondonópolis.

A PM foi ao local acompanhada de um oficial de Justiça. Na casa de Edmilson os policiais encontraram três freezers com pescado irregular, sendo 466 kg de pintado, 7 kg de jaú, 48 kg de pacu e 102 kg de outros tipos de peixe, totalizando 623 kg de pescado apreendido.

Ainda na casa foram apreendidos 35 maços de cigarros e R$ 4,7 mil em dinheiro. O pescado apreendido será doado para instituições filantrópicas.

Fonte: G1 Mato Grosso


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

TSE reúne equipes de Bolsonaro e Haddad para discutir fake news


A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, remarcou para hoje (17) reunião com os coordenadores das campanhas dos candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

No encontro, previsto para às 19h30, em Brasília, estarão na pauta notícias falsas veiculadas especialmente nas mídias sociais.

TSE faz últimos preparativos para o primeiro turno nas Eleições 2018
TSE sediará reunião hoje para debater notícias falsas      (Arquivo/José Cruz/Agência Brasil)

As notícias falsas (fake news, em inglês) entraram na agenda do TSE desde o início da preparação do processo eleitoral.

O tribunal chamou os partidos a assinarem um acordo contra as notícias falsas, reforçou a equipe que monitora essa prática e agora tenta um pacto entre os dois candidatos para evitar a disseminação de fake news.

Para os ministros do TSE, as notícias falsas podem afetar a credibilidade do pleito.

Haddad chegou a propor um acordo com o adversário para evitar as fake news, mas Bolsonaro recusou, via mídias sociais. Decisões do TSE têm tirado notícias falsas da internet.

Fonte: Agência Brasil