Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Léo é eleito em Primavera do Leste com 69%


Leonardo Bortolin (PMDB), foi eleito prefeito com 69.25% nas eleições atípicas que aconteceu neste domingo (19), em Primavera do Leste. A campanha marcada por difamação e acusações por parte do grupo do ex-prefeito Getúlio Viana (PSB), que disputou e ganhou a eleição no ano passado em Primavera do Leste e teve o registro da candidatura cassado, por ser enquadrado na lei “ficha suja”. A estratégia do grupo não deu certo e a população deu a vitória a Léo o mantendo a frente da prefeitura municipal.

Viana tentou de todas as formas transferir os votos para sua candidata Carmen Borges (PSC), mas não conseguiu obtendo apenas 30.75% dos votos.

De acordo com o juiz eleitoral, Alexandre Pampado, durante a eleição suplementar em Primavera do Leste, foram registrados 3 recusas de trabalho para a justiça eleitoral, essas pessoas irão responder por processo crime.  Foram 8 prisões sendo, por obstrução a justiça eleitoral e por boca de urna. E 3 boletins de ocorrência foram  instaurados. “Tínhamos cerca de 40 mil eleitores aptos, a eleição ocorreu dentro da normalidade. A abstenção já era esperada por conta do feriado e os faltosos irão ter que pagar uma multa no cartório eleitoral.”.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

TSE reúne equipes de Bolsonaro e Haddad para discutir fake news


A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, remarcou para hoje (17) reunião com os coordenadores das campanhas dos candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

No encontro, previsto para às 19h30, em Brasília, estarão na pauta notícias falsas veiculadas especialmente nas mídias sociais.

TSE faz últimos preparativos para o primeiro turno nas Eleições 2018
TSE sediará reunião hoje para debater notícias falsas      (Arquivo/José Cruz/Agência Brasil)

As notícias falsas (fake news, em inglês) entraram na agenda do TSE desde o início da preparação do processo eleitoral.

O tribunal chamou os partidos a assinarem um acordo contra as notícias falsas, reforçou a equipe que monitora essa prática e agora tenta um pacto entre os dois candidatos para evitar a disseminação de fake news.

Para os ministros do TSE, as notícias falsas podem afetar a credibilidade do pleito.

Haddad chegou a propor um acordo com o adversário para evitar as fake news, mas Bolsonaro recusou, via mídias sociais. Decisões do TSE têm tirado notícias falsas da internet.

Fonte: Agência Brasil