Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Região

Homem que trabalhava ilegalmente como dentista é flagrado atendendo paciente


Homem que atuava ilegalmente como dentista é detido em flagrante atendendo paciente em Cuiabá — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Homem que atuava ilegalmente como dentista é detido em flagrante atendendo paciente em Cuiabá — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Um homem que exercia ilegalmente a profissão de dentista foi detido ao ser flagrado atendendo um paciente em uma clínica, no Bairro Novo Paraíso, em Cuiabá.

A situação ocorreu nessa quinta-feira (13). O suspeito, que tem 41 anos, é auxiliar de protético e não tem formação como dentista.

O falso dentista foi alvo de uma operação da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), do Conselho Regional de Odontologia (CRO) e do Procon Municipal.

Policiais e fiscais encontraram materiais e prontuários com o falso dentista em Cuiabá — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Policiais e fiscais encontraram materiais e prontuários com o falso dentista em Cuiabá — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Ele foi interrogado na sede da Decon, em Cuiabá, e responderá a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por exercício ilegal da profissão. Depois do depoimento, o suspeito foi liberado.

A operação de fiscalização do exercício profissional de odontologia teve início após o CRO receber informações sobre um consultório em que o auxiliar de protético atuaria como dentista.

Com base nas informações, os policiais da Decon, os fiscais do Procon e agentes do CRO foram até a clínica. Eles onde encontraram o suspeito no momento em que atendia um paciente, sem nenhum dentista profissional no local.

Homem foi flagrado atendendo um paciente em uma clínica, no Bairro Novo Paraíso, em Cuiabá — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Homem foi flagrado atendendo um paciente em uma clínica, no Bairro Novo Paraíso, em Cuiabá — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Questionado se possuía diploma de odontologia, ele informou que trabalhava com uma dentista, não era graduado na profissão e que apenas tinha qualificação de auxiliar de prótese dentária, com registro em Santa Catarina. No entanto, ele disse ter perdido o registro há muito tempo.

No local foram apreendidos três receituários sem o nome completo e o número de inscrição do CRO.

Ainda no interrogatório, ele disse que fazia orçamentos para clientes da clínica e declarou que não sabia que não podia atuar em procedimentos mais simples da área de odontologia.

Fonte: G1 Mato Grosso


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Operação Lei Seca prende 3 motoristas embriagados e apreende 11 carros na MT-251


Operação Lei Seca prendeu 3 motoristas embriagados e apreendeu 11 carros na MT-251 entre Chapada dos Guimarães e Cuiabá — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria

Operação Lei Seca prendeu 3 motoristas embriagados e apreendeu 11 carros na MT-251 entre Chapada dos Guimarães e Cuiabá — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria

Uma blitz da Operação Lei Seca prendeu três motoristas embriagados nesse domingo (23) na Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), saída de Cuiabá para Chapada dos Guimarães, a 65 km da capital. De acordo com a Polícia Militar, a operação começou às 17h e foi encerrada às 19h30.

Em mais de duas horas, os motoristas que retornavam de Chapada dos Guimarães para a capital tiveram que enfrentar congestionamento causado pelas atividades da blitz.

Motoristas que retornavam de Chapada dos Guimarães para Cuiabá enfrentaram congestionamento na blitz da Lei Seca — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria

Motoristas que retornavam de Chapada dos Guimarães para Cuiabá enfrentaram congestionamento na blitz da Lei Seca — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria

Segundo a PM, 37 infrações foram aplicadas na operação. Dezesseis motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool. Doze motoristas tiveram as carteiras de habilitação recolhidas por estarem com algum tipo de irregularidade.

Três motoristas foram presos embriagados. No total, a blitz aplicou 159 testes do bafômetro. Ainda, os policiais apreenderam 11 veículos durante a operação.

Embriaguez ao volante

O motorista flagrado dirigindo embriagado terá que pagar multa no valor de R$ 1.915,40.

No momento do teste de bafômetro, o condutor que apresentar índice de álcool no sangue superior a 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido (mg/l) é preso, paga a multa, tem a CNH suspensa e responde por crime. A pena é de detenção de seis meses a três anos.

Quando a quantidade de álcool detectada for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem CNH retida e paga multa.

Fonte: G1 Mato Grosso