Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Grupo atira contra agentes, explode muro de penitenciária e 26 presos fogem em Rondonópolis (MT)


Um grupo de 26 presos fugiu na madrugada desta sexta-feira (10) da Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, a Mata Grande, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Segundo o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), bandidos atiraram contra agentes que estavam nas torres de segurança da penitenciária, jogaram explosivos no muro da unidade e ajudaram na fuga dos presos. Inicialmente a penitenciária informou que 31 presos fugiram.

Em nota enviada às 8h, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) corrigiu o número: foram 26 fugitivos.

Dos 26 presos fugitivos, a Polícia Militar já recapturou cinco deles no Conjunto São José. Dois homens que deram apoio na fuga também foram presos no mesmo bairro. Com eles foram apreendidas 5 armas – quatro pistolas e uma espingarda calibre 12 utilizadas no apoio na fuga.

Segundo a Sejudh, os presos fugiram após a explosão em parte do muro lateral direito. Antes eles serraram a grade de uma das celas do raio 3 e o alambrado que divide o local perto do muro. A explosão foi causada por artefatos presos em uma bicicleta, que foi encostada na muralha e acionada a distância.

Momentos antes da explosão, agentes penitenciários que ficam nas torres de vigilância avistaram duas pessoas se escondendo na mata ao lado da penitenciária e logo em seguida o estrondo, seguido de tiros contra a muralha e os agentes.

A Perícia Oficial já foi acionada para a coleta de material, assim como a Polícia Civil que conduzirá as investigações sobre a fuga.

De acordo com o Sindspen, os bandidos estavam em um matagal, próximo ao presídio, e começaram a atirar nas torres de segurança da unidade, onde ficam os agentes que fazem o monitoramento no local. A situação ocorreu por volta de 1h30 [horário de Mato Grosso].

Segundo a direção, o ataque ocorreu no raio 3 da Mata Grande, entre as torres 2 e 3. Esse local fica perto de uma cela que abrigava, aproximadamente, 70 presos.

Ainda conforme ao sindicato, os presos, possivelmente, acompanhavam o ataque e se comunicavam com o grupo do lado de fora usando aparelhos celulares. As forças de segurança e os agentes começaram as buscas pelos fugitivos ainda durante a madrugada.

Até as 7h15 [horário de Mato Grosso], cinco presos foram recapturados. Outras duas pessoas, que teriam participado do ataque e explosão do muro, foram presas.

A Mata Grande tem capacidade para 828 presos, mas atualmente tem 1,3 mil presidiários.

 Fonte: G1 Mato Grosso

COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Senador Wellington Fagundes recebe vereador Luis Costa em Brasília


Da Redação

Na tarde de ontem (17), o senador Wellington Fagundes (PR) recebeu o vereador Luis Costa (PR) de Primavera do Leste, em Brasília para falar de projetos políticos para o município. Wellington sempre esteve presente em Primavera do Leste com inúmeras emendas destinadas para a saúde, educação e infraestrutura da cidade. Recentemente o senador foi candidato ao governo de Mato Grosso e obteve 280.055 mil votos, sendo o segundo candidato mais votado no estado.

Luis Costa é vereador pelo Partido da República e tem sido uma base política para o senador Wellington. Luis disputou as eleições como candidato a Deputado Estadual, e em Primavera do Leste, foi o candidato a Deputado Estadual mais bem votado. O legislador avalia a parceria e amizade com o senador, muito produtiva e afirma que o município precisa ter mais representantes municipalistas, que destinam emendas para a execução de projetos políticos, garantindo assim os direitos básicos de cada cidadão.

Wellington Fagundes ingressou na política de classe como presidente da Associação Comercial Industrial de Rondonópolis por dois mandatos, 1983 a 1986. Em 1987, assumiu a Secretaria Municipal de Planejamento de Rondonópolis, na gestão de Hermínio J. Barreto. Em 1990, concorreu a uma cadeira na Câmara dos Deputados e foi eleito. Foi reeleito em 1994, 1998, 2002, 2006 e 2010, sendo nessa última o parlamentar mais votado do Mato Grosso, com 145 460 mil votos.

Em seus 24 anos como deputado federal (seis mandatos consecutivos), Wellington Fagundes foi vice-líder do bloco PSDB/PTB em 2001. Em 2004 foi também vice-líder, agora do bloco PL/PSL. Em 2012 foi vice-líder do bloco PR/PTdoB/PRP/PHS/PTC/PSL/PRTB. Desde 2009 ocupa a presidência regional do Partido da República em Mato Grosso. É titular da comissão de Viação e Transportes; da comissão destinada a trabalhar pelo projeto que obriga o Poder Executivo a elaborar e cumprir plano de metas; da comissão que acompanha os desdobramentos da grave situação vivenciada na reserva Suiá-Missú; e também é titular na representação brasileira no Parlamento do Mercosul.

No último pleito, em 2014, Wellington Fagundes foi eleito Senador da República, com 646.344 votos.Como senador, Wellington Fagundes foi vice-líder do Governo e líder do Partido da República. Foi também presidente da Comissão Senado do Futuro – CSF – e é atual coordenador da Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem (Frenlog). Em 2016 foi o relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que orientou a elaboração do Orçamento da União, com atuação destacada na busca pela elaboração de um Orçamento realista e voltado a otimização dos recursos públicos.