Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

geral

Empresário é atingido por tampa de caminhão caçamba durante descarregamento de areia e morre


O empresário Paulo Sérgio Guaragni, de 45 anos, morreu nesta segunda-feira (15) depois de ser atingido pela tampa de ferro de um caminhão caçamba durante o descarregamento de uma carga de areia, no Distrito de União do Norte, em Peixoto de Azevedo, a 692 km de Cuiabá.

A vítima era sócia de uma empresa de escavação de terra na região.

Ele teria ido até a parte de trás do caminhão para verificar se o serviço já tinha sido concluído, quando a tampa caiu sobre ele. Paulo chegou a ser socorrido e levado até o posto de saúde do distrito, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo o investigador da Polícia Civil de Peixoto de Azevedo, Élio Medeiros de Moraes, o motorista do caminhão ainda será identificado e, assim que o for, deve prestar depoimento.

Fonte: G1 Mato Grosso


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

TSE reúne equipes de Bolsonaro e Haddad para discutir fake news


A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, remarcou para hoje (17) reunião com os coordenadores das campanhas dos candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

No encontro, previsto para às 19h30, em Brasília, estarão na pauta notícias falsas veiculadas especialmente nas mídias sociais.

TSE faz últimos preparativos para o primeiro turno nas Eleições 2018
TSE sediará reunião hoje para debater notícias falsas      (Arquivo/José Cruz/Agência Brasil)

As notícias falsas (fake news, em inglês) entraram na agenda do TSE desde o início da preparação do processo eleitoral.

O tribunal chamou os partidos a assinarem um acordo contra as notícias falsas, reforçou a equipe que monitora essa prática e agora tenta um pacto entre os dois candidatos para evitar a disseminação de fake news.

Para os ministros do TSE, as notícias falsas podem afetar a credibilidade do pleito.

Haddad chegou a propor um acordo com o adversário para evitar as fake news, mas Bolsonaro recusou, via mídias sociais. Decisões do TSE têm tirado notícias falsas da internet.

Fonte: Agência Brasil