Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Opinião

E agora José? Grampos comprovam ações orquestradas para difamar vereadores em Primavera


Com A Palavra / Luis Costa

O principal alvo dos difamadores é Luis Costa “Ma moço, nego sem vergonha, tô processando aquele negro lá”

Apelidos pejorativos a Casa de Leis de Primavera do Leste são jogados aos montes nas redes sociais, sempre as mesmas pessoas, com  pretensões de serem candidatos, candidatos derrotados, ex-servidores da Câmara de Vereadores e muitos que gostariam de estar na Casa de Leis trabalhando. Pessoas más resolvidas, com discurso de ódios, jogam os questionamentos como paladinos da moralidade.

Já postei aqui na coluna diversos áudios de ameaças, difamação e ódio ,até questionamento de quem manda publicar ou compartilhar as noticias fakenews.

Com a denúncia de uma possível negociação de cargos envolvendo um ex-servidor e um vereador do município de General Carneiro Magnun, a investigação revela muito mais da possível negociação dos cargos. Com a quebra do sigilo de justiça, os vereadores que haviam solicitado as informações tiveram acesso ao processo e confesso que fiquei surpreso com tamanha sacanagem e politicagem e possível crime eleitoral cometidos por quem mais queria cassação do vereador.

O denunciante não contava com astúcia do promotor em pedir sigilo do processo e colocar grampo nos envolvidos na denúncia.

Com os grampos feitos pelo serviço de inteligência da Policia Civil é possível detectar nas folhas 84 e 85, que Paulo pede para Alessandro insinuar indignação para acelerar o processo contra Miley, e coloca para espalhar nas redes sociais avisando que se promotor não tomar providência a TV Band iria pra cima.

Veja parte da conversa na integra, até com erros nas falas.

Numeral cadastrado em nome de PAULO SOBRINHO CASTANON DOS
SANTOS,   apresentou 661 (seiscentos e sessenta e um) registros de chamadas durante a interceptação, das quais 02 (dois) áudios tiveram trechos transcritos e tem relação com o fato ora investigado
e 01 (um) áudio teve um trecho transcrito entretanto sem relação direta com as investigações.

Alessandro x Paulo – Paulo fala seu novo endereço e  fala que conversou com doutor Sandro para marcar com Juiz, Alessandro fala que tá tendo boato que a polícia vai aparecer, Paulo fala que o promotor ligou pedindo os telefones da mulher do Magnum e Lobato. Paulo fala que passou tudo e que vai conversar com ele para não esquecer. Paulo fala que se a Promotoria esquecer a Band vai encima.

Alessandro – Não, tranquilo, deixa eu ti fala, cê foi lá no coisa co juiz não vê não?

Paulo – Não fui nada Alessandro, não tive tempo cara, mexendo com mudança tem trêis dia.

Alessandro – Ah!

Paulo – Amanhã que eu falei po doto Sandro vê se ele consegue marca pra mim ih lá com ele

Alessandro – A tá.

Paulo – Já falei co dotor Sandro vê se marca pá manhã.

Alessandro – Ahãm, não, tranquilo. Tá tendo buato ai que a polícia vai vim ai, que não sei o que! Cê viu?

Paulo – O promotor mi pidiu, me ligo.

Alessandro – Ahm?

Paulo – Me pidindo o nome da muié do Magnum completo

Alessandro – Ahãm?

No mesmo contexto, o áudio do dia 04/07/2018 às 09:20:35, PAULO conversa

com o interlocutor que chama de “CLAUDIOMAR”, utilizador do terminal telefônico 66.99996.7775 cadastrado em nome de CLAUDEOMAR GOMES DA SILVA, e curiosamente o interlocutor comenta: “(…)Ele grampeo tá, tem gente, os cara tão tudo grampeado!(…)”, após PAULO ter falado sobre o comentário de ALESSANDRO no grupo de whatsapp sobre “venda de vagas de funcionária na Câmara”. E ainda, os interlocutores tecem comentários difamatórios

contra o “Parquet”.

Paulo x Claudiomar – comentam sobre os peixes roubados, Comentam que Luiz Costa fez bo contra Canário, Paulo fala que falou no grupo e que Alessandro mando um áudio que a Câmara de Primavera está vendendo vaga de funcionário na câmara, Claudiomar fala que os denunciados foram grampeados e que o MP estão investigando

Claudiomar – E o, quem é o vereador que o menino tá batendo lá?

Paulo – O Bolo? (Camaro)

Claudiomar – Canário?

Paulo – U, u, u, Luiz Costa.

Claudiomar – Ixi.

Paulo – Tá batendo duido.

Claudiomar – O Luiz fez um bo contra ele?

Paulo – Feiz. Du dia das abóbra, diz que ele quis joga abóbra nele.

Claudiomar – Ma moço, nego sem vergonha, tô processando aquele negro lá.

Paulo – Cê tá?

Claudiomar – Oh!

Paulo – Tem que chega.

Claudiomar – (áudio ruim) dano moral contra ele.

Paulo – Tem que chega o pau nele memo!

Claudiomar – Ehm, e o filha da puta do promotor não devolveu ainda, fala ai e alerta ai, fala só tô esperando o promotor devolve o processo que o bicho vai pegá.

Paulo – Pois é nego aquele promotor tá um covarde né rapaiz!

Claudiomar – Filho da puta!

Paulo – Onti eu mandei um áudio do Alessandro.

Claudiomar – Ahm?

Paulo – Que fala assim no grupo: Ua tô sabendo que Primavera tão vendendo vaga di di funcionária na Câmara!

Claudiomar – Ahm?

Paulo – No grupo e eu pá, mandei po Promotor

Claudiomar – Ahm?

Paulo – Será que a justiça não vai toma providência? Dentro do grupo, eu cupiei e mandei e falei po promotor: douto isso aqui é dentro do grupo.

Claudiomar – Ahm.

Paulo – Essa conversa é do cidadão dentro do grupo.

Claudiomar – Ahm.

Paulo – Querendo sabe sobre aquela denúncia da câmara. Ele visualizo, não respondeu nada.

Claudiomar – Uhmm!

Paulo – É tipo assim, a, a sociedade tá cobrando.

Claudiomar – Ele grampeo tá, tem gente, os cara tão tudo grampeado!

Paulo – É né!

Claudiomar – A informação que eu tenho é essa.

Paulo – Intão.

Claudiomar – Eles tão investigando, ele não paro não, aquilo ali, Ministério Público é igual gravideiz.

Paulo – (áudio ruim)

Claudiomar – Passa a madeira e depois o trem vai crescendo.

Paulo – (risos)

Claudiomar – Quando o nego discunfia ele istora.

Paulo – É verdadi. Ai teve uma muié que mi falo, a Lenira falo agora cedo: não aposta não que ele vai toma sua casa que ele tem dinhero pra compra voto.

Claudiomar – Oia!

Paulo – Eu falei: Dona dona Linira, eu não tenho dinheiro pá compra voto não, eu acredito no trabalho prestado pelo meu deputado dentro de Primavera, é isso que eu acredito! E como eu nasci pá ganha e perde nesse mundo, eu só pronto pa tudo numa apostinha! Mais eu vô fala pa senhora que eu vô perde igual eu perdi po Getúlio contra, do Mateus contra o Erico.

Claudiomar – Ahm.

Paulo – Que eu fiz com a turma de lá aposta, daquele memo tipinho, eu vô perde!

Claudiomar – Ahm!

Paulo – E ela fico doida! Ma o grupo tá pegando fogo agora cedo lá, depois que eu fui nas nove, nove im ponto eu meti o pau no grupo!

Surpreendentemente nas gravações xingam todos sem pudor e humanidade usando termos baixos contra o promotor e contra minha pessoa chamando me de “nego sem vergonha”, pedindo para Camaro falar ou bater muito em mim.

03/07/2018  as 10:12:00  Paulo e Camaro falam entre os assuntos a venda de votos de 60 pessoas se baixasse um imposto de uma casa e churrasco em troca do apoio a um candidato.

Paulo x Canário/Bolo – Fala que se conseguir abaixar o ITBI da casa de um eleitor ele irá conseguir 60 votos para o deputado, que irá fazer até um churrasco.

Paulo – Fala meu irmão!

(Camaro)Bolo – E ai, que que foi o patrão, tô ligando pô patrão, ele não qué fala?

Paulo – Uai, eu tô ligando pá ele desde cedo tamém o telefone dele só chama, chama, e não atendi

(Camaro)Bolo – Tenho uma familia ali o cara, o cara garantiu sessenta voto, ma eu tenho que baxa o TBI das duas casa dele, ele disse que adesiva o carro se baixa o TBI das casa dele lá ele diz que adesivas os carro dele tudinho.

Paulo – Eu mudei pra cidade agora Bolo!

(Camaro)Bolo – Ah?

Paulo – Eu mudei pra cidadi!

(Camaro)Bolo – Ahm?

Paulo – E agora fico mais fácil pra nóis trabalha!

(Camaro)Bolo – Pois é, é.

Paulo – Mais se eu consegui fala com ele.

(Camaro)Bolo – O cara qué marca um reunião, o cara qué marca uma reunião lá, diz que faz até um churrasco lá pá apresenta a família dele, todinha, reuni todo mundo. I ele qué paga o ITBI da casa só que os cara avalio muito alta a casa dele, ele falo que se consegui baxa os ITBI ele diz que paga i TBI e ainda apoia, apoia o deputado.

Paulo – Não, beleza intão!

Ainda no inquérito do Ministério Publico  tem conversas do ex-assessor Jeferson Lobato negociando apoio político para o então candidato Miley sem pedido explícitos de valores em dinheiro.

Todo o processo esta disponível no Ministério Público e também no gabinete dos vereadores que pediram informações, fica claro que a investigação que a princípio seria dos cargos indicados para trabalhar na Câmara de Vereadores, que é um procedimento de praxe, deverá tomar outros rumos com envolvimento direto do grupo do mau, pessoas que a todo custo tentam desqualificar o trabalho da atual legislatura, ataques gratuitos por perseguições políticas voltadas para desestabilizar agora possíveis pré-candidatos principalmente ao cargo de prefeito de Primavera do Leste. Fica claro a intenção de atacar a minha honra a todo custo, em quanto isto continuo trabalhando com seriedade e transparência acreditando que o bem pode sim vencer, agora aguardo o desfecho da justiça para ai sim poder ter um freio a tudo que hoje vem ocorrendo. Há uma pergunta que não quer calar quem é o patrão citado em varias conversas, ou seja, quem paga o grupo do mau?

 

 


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Família de motociclista que se acidentou por falta de sinalização será indenizada por prefeitura de Campos Verdes


Em 2015 o homem se acidentou quando passava por lombada sem sinalização e faleceu no transcorrer do processo. O município foi condenado a pagar R$ 12 mil. Foto: divulgação.

A Justiça condenou a Prefeitura de Campos Verde, em Goiás, a pagar uma indenização de R$ 12 mil reais à família de um motociclista. Ele sofreu um acidente em 2015 e morreu no transcorrer do processo. A principal causa desse desfecho foi à ausência de sinalização de uma lombada em uma via pública do município. A decisão é da comarca de Santa Terezinha de Goiás.

Na época, o condutor havia argumentado que transitava na moto em uma estrada vicinal do município, quando foi surpreendido pela lombada, que não tinha sinalização e nem alerta, ocasionando assim o acidente. No momento, ele foi encaminhado para o Hospital Municipal e, em seguida, transferido para outro hospital localizado no município de Ceres.

Ainda no processo, ele afirmou que passado o acidente apresentou trauma no antebraço direito e passou a sofrer dor e edema. Para resolver o caso, precisou submeter-se a uma cirurgia, resultando na instalação de placa, a qual o impossibilitou de trabalhar.

A Justiça analisou, além da narração da vítima, os documentos, como Boletim de Ocorrência da Polícia Civil e relatórios médicos, que confirmaram o acidente e a situação do local, caracterizando “conduta negligente do Município”. Assim, foi constatada que a falta de manutenção da via foi determinante para o desfecho trágico. O episódio “noticiado nos autos poderia ter sido evitado, restando clara a existência de nexo de causalidade entre o fato e o dano experimentado pelo autor, bem como a culpa do réu”, conclui os autos.

Em relação à solicitação de danos materiais, por prejuízos sofridos de R$ 2 mil, alegado pelo motociclista, a Justiça não aceitou a justificativa. Isso porque, os documentos apresentados não comprovaram as despesas mecânicas da moto, assim, como os custos com medicação e tratamento médico. 

O Hoje


HOME / NOTÍCIAS

geral

Governo finaliza neste sábado pagamento do salário de julho


O governo confirmou que no sábado (17) conclui a terceira e última parcela do pagamento aos servidores estaduais ativos, inativos e aposentados.

 

O pagamento é referente ao salário de julho, para quem ganha acima de R$ 7,2 mil. O dinheiro estará disponível no sábado para quem tem conta no Banco do Brasil. Esta terceira parcela soma um total de R$ 63,6 milhões.

Nesta sexta-feira (16), as ordens de pagamentos foram encaminhadas pela Secretaria de Fazenda ao banco. Os servidores que fizeram portabilidade para outras instituições financeiras terão seus salários disponíveis na segunda-feira (19).

 

No último dia 9, o governo do Estado iniciou o pagamento da primeira parcela dos salários, no valor de até R$ 5,2 mil, quitando 77,58% de toda a folha de pagamento. Na quarta-feira (14.08), foi depositada a segunda parcela de até R$ 2 mil, fechando 86,36% da folha.

 

A folha total de pagamento do mês de julho alcança o montante de R$ 467,3 milhões. (Com informações da assessoria)


HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa questiona Prefeitura sobre valor de aluguel pago de mais de 17 mil em prédio para CMTU


Da Redação

O vereador Luis Costa (PL) levantou pelo portal da transparência da Prefeitura Municipal de Primavera do Leste os alugueis que está sendo pago pela locação de prédios em que funcionam as secretarias e outros órgãos públicos. Na última sessão ordinária (12), levou os documentos com os dados, e durante sua fala indagou sobre o valor pago pelo prédio que está sendo utilizado pela Coordenadoria Municipal de Trânsito (CMTU), que custa hoje mensal aos cofres públicos R$17.300,00 (dezessete mil e trezentos reais).

“Não está ilegal, mas vejo que este valor é imoral, e digo isso porque estamos sem remédios na farmácia municipal, e ainda com muita fila de espera para as cirurgias de baixa, média e alta complexidade, também não temos médicos oftalmos suficientes para atender a nossa população e porque alugar um prédio de mais de 17 mil reais, sendo que na gestão do Érico era pago um pouco mais de 4 mil reais e na gestão do Getúlio 3.800 reais, e agora 17 mil?”. Pergunta o vereador Luis Costa.

O legislador afirma ser sua função é fiscalizar e acompanhar onde o dinheiro público está sendo aplicado e ressalta que o dinheiro arrecadado pelas multas de trânsito é para se aplicar no trânsito e não em alugueis altos.

“Eu quero saber por que tem que pagar esse valor de aluguel tão alto para o proprietário? Quem é o proprietário? É amigo do prefeito? Ajudou na campanha eleitoral do prefeito? Já ouvi do próprio prefeito que neste momento o município está mudando, passando por melhorias e adequações, mas enquanto isso continua a falta de remédios, a falta de médicos especializados, e outros problemas”. Explica o legislador.

Luis Costa menciona que é preciso sim fazer uma gestão de qualidade, mas afirma que a prioridade é o cidadão, é o ser humano, é que necessário primeiro dar condições de saúde as pessoas. “Não podemos esquecer que quando proporcionamos saúde de qualidade à população, o resultado é mais pessoas aptas ao trabalho, e isso faz girar ainda mais a economia e conseqüentemente outros setores”. Finaliza.

O outro lado

A prefeitura vem a público esclarecer que o prédio locado no valor de R$ 17,3 mil atende a necessidade que a Prefeitura tem em armazenar arquivos públicos desde 1986, ano em que houve a emancipação político-administrativa de Primavera do Leste.

Atualmente esses arquivos ocupam o espaço de três salas na sede da Prefeitura, além de boa parte de uma sala da Secretaria de Obras, onde são armazenados também alimentos, portanto, de forma totalmente inapropriada.

Conforme a Lei Federal 8.159, de janeiro de 1991, ‘É dever do Poder Público a gestão documental e a proteção especial de documentos de arquivos, como instrumento de apoio à administração, à cultura, ao desenvolvimento científico e como elementos de prova e informação’.

Da forma como os estavam arquivados, estavam sujeitos a extravio e danos. O prédio locado para finalidade de armazenamento dos mesmos possui projeto executado contra pânico e incêndio e dispõe, também, de espaço suficiente para guardar todos os arquivos da prefeitura já existentes e as futuras documentações a serem armazenadas. Além disso, todos os documentos serão digitalizados para que, além da forma física, a prefeitura tenha à disposição os documentos de forma digital, para que não sejam perdidos em caso de sinistros.

Com isso, três salas da Prefeitura serão desocupadas. Em uma delas será instalado o posto de atendimento da receita federal, que atualmente funciona em um prédio locado na Rua Manaus, pelo valor de R$ 1.766. A prefeitura encerrará o contrato com esse imóvel.

A CMTU foi realocada para o novo prédio, na Rua do Comércio, Parque Industrial. Junto a ela foram realocadas a Junta Militar e JARI. Com o aumento de agentes de trânsito e a necessidade de espaço para a montagem de equipamentos, como as placas de sinalização, o novo espaço se mostra ideal também para atuação da coordenação de trânsito.

Com área de 4,5 mil m², a Prefeitura passa a ter espaço para guardar veículos que são apreendidos e para rebocar os veículos abandonados nas ruas. A CMTU já possui um caminhão guincho e trabalha para regulamentar a cobrança de diária aos veículos que entrarem no pátio, o que gerará mais receita para o município. Com a saída da CMTU para o novo prédio a Prefeitura deixa de gastar R$ 3.600 com o aluguel do prédio atual.

A Secretaria de Fazenda, responsável pela locação, esclarece também que, no contrato de locação, há a razão social Vitória Locações e Eventos Ltda, devido ao prédio locado pertencer ao empresário Paulo Zeni, que realiza aluguéis de imóveis por meio desta empresa, com sede registrada no mesmo endereço da Chácara Vitória.

A Prefeitura fechou contrato com esse imóvel porque foi o que mais se mostrou eficaz para atender as necessidades atuais do Poder Executivo nas áreas já mencionadas. Servidores da Secretaria de Fazenda realizaram outras visitas em edificações que não condiziam com essas necessidades.     A Lei Municipal 866 autoriza que o município realize a locação de imóveis destinados ao atendimento das finalidades precípuas da administração, sem a necessidade da realização de processo licitatório, e sim por meio de escolha, desde que o preço seja compatível com o valor de mercado, segundo avaliação prévia.

A Prefeitura e a Secretaria de Fazenda encontram-se de portas abertas para que a imprensa e a população conheçam os serviços executados e confirmem a necessidade de novos espaços físicos para o funcionamento regular da administração pública.

Fonte: Prefeitura de Primavera do Leste