Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Dois homens são presos com 17 televisores furtados de loja


Dois homens foram presos na noite dessa quarta-feira (4) após furtarem 17 televisores de uma empresa no Distrito Industrial, em Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, os aparelhos estavam na carroceria de um veículo.

Os dois suspeitos, Valdemir da Silva Vieira, de 29 anos, e Luiz Gonzaga Pereira de Sousa Filho, de 31 anos, foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Cuiabá.

O furto ocorreu na loja Dona do Lar, no Distrito Industrial de Cuiabá. Os policiais foram informados sobre o furto e começaram a fazer rondas na região. O veículo citado pela empresa foi encontrado em uma área de loteamento.

O motorista do veículo, ao ver a PM, acelerou e tentou fugir entrando em uma residência que estava com o portão aberto. Os policiais fizeram a abordagem e os suspeitos confessaram que acabaram de voltar do distrito onde furtaram os televisores.

Na carroceria estavam seis televisores de 43 polegadas, cinco televisões de 49 polegadas, dois televisores de 32 polegadas e outros 4 de 32 polegadas. Os produtos estão avaliados em aproximadamente R$ 20 mil.

No automóvel também foram localizadas ferramentas e uma pistola de pressão. Tanto Valdemir quanto Luiz Gonzaga possuem antecedentes criminais por furto. Eles foram levados para a Central de Flagrantes.

Fonte: G1 Mato Grosso


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

TSE reúne equipes de Bolsonaro e Haddad para discutir fake news


A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, remarcou para hoje (17) reunião com os coordenadores das campanhas dos candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

No encontro, previsto para às 19h30, em Brasília, estarão na pauta notícias falsas veiculadas especialmente nas mídias sociais.

TSE faz últimos preparativos para o primeiro turno nas Eleições 2018
TSE sediará reunião hoje para debater notícias falsas      (Arquivo/José Cruz/Agência Brasil)

As notícias falsas (fake news, em inglês) entraram na agenda do TSE desde o início da preparação do processo eleitoral.

O tribunal chamou os partidos a assinarem um acordo contra as notícias falsas, reforçou a equipe que monitora essa prática e agora tenta um pacto entre os dois candidatos para evitar a disseminação de fake news.

Para os ministros do TSE, as notícias falsas podem afetar a credibilidade do pleito.

Haddad chegou a propor um acordo com o adversário para evitar as fake news, mas Bolsonaro recusou, via mídias sociais. Decisões do TSE têm tirado notícias falsas da internet.

Fonte: Agência Brasil