Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Criminosos que atacaram agentes penitenciários e explodiram muro da Secretaria de Segurança são alvos de operação


Uma operação contra pessoas que ordenaram e fizeram ataques contra agentes penitenciários em Cuiabá, com participação de membros de facções criminosas, é feita na manhã desta terça-feira (3) em Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Água Boa e Tangará da Serra.

De acordo com a Polícia Civil, a operação ‘Segregare’ tem como alvo a prisão de nove suspeitos, mandantes e executores, todos envolvidos nas ações criminosas. A operação é coordenada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

Os ataques, entre os meses de março e abril, foram feitos em três casas de agentes penitenciários, na sede do sindicato da categoria e também na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

Segundo a Polícia Civil, serão cumpridos 7 mandados de prisão preventiva, 2 mandados de prisão temporária e 4 mandados de busca e apreensão.

Os suspeitos são investigados em crimes de tentativa de homicídio qualificado e organização criminosa.

Os alvos da operação são cinco mandantes considerados as lideranças do ‘alto escalão’ de uma facção criminosa. Todos já estão presos em unidades prisionais. Conforme os policiais, foram eles que ordenaram os ataques praticados por membros de ‘menor escalão’, que estão soltos.

Ataques

As investigações iniciaram em março deste ano, após tiros efetuados na noite do dia 22 de março na casa de um agente penitenciário, no bairro Nova Conquista, em Cuiabá. No dia seguinte, às 6h de 23 março, disparos foram feitos contra a sede do sindicato dos agentes penitenciários.

Novos disparos em duas casas de agentes do Sistema Penitenciário ocorreram na madrugada do dia 24 de março, sendo um por volta de 01h30, na região de chácara do bairro Sucuri, ma capital, e às 02h30 em uma residência no bairro Vila Arthur, em Várzea Grande.

Os criminosos também são investigados na autoria da explosão de um pedaço do muro da Sesp, ocorrido na madrugada do dia 18 de abril.

Sede de sindicato foi alvejada com tiros em março deste ano (Foto: Brígida Mota/TVCA)

Sede de sindicato foi alvejada com tiros em março deste ano (Foto: Brígida Mota/TVCA)

Imagens de explosivos, armas e mensagens encontradas em celulares apreendidos com os presos, durante revistas realizadas pelo Sistema Penitenciário nas celas, indicam que eles também planejaram e executaram a ação criminosa contra a Sesp.

Todos os celulares apreendidos nas revistas são encaminhados à GCCO para análise de conteúdos, que são usados como elementos de prova na investigação.

Os crimes seriam em retaliação à morte de um detento durante motimna Penitenciária Central do Estado (PCE), em março deste ano.

Fonte: G1 Mato Grosso


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa solicita ao executivo a roçada de mato seco em terrenos baldios e caminhões pipas para molharem as ruas de chão


Da Redação

O clima seco é um dos vilões da boa respiração, é a falta de chuva, a poeira excessiva e as queimadas. Primavera do Leste não fica atrás da realidade nacional, pois o período da seca chega em média há durar três meses, e neste período as doenças respiratórias se agravam, principalmente nas crianças e idosos.

Neste último final de semana o vereador Luis Costa (PR) esteve nos Bairros Poncho Verde e São Cristovão, acompanhando a situação dos terrenos baldios que estão com muito mato seco.

“Esta época do ano, que o clima fica mais seco, tem que cuidar mais da saúde com prevenções, como por exemplo, realizar a roçada de alguns terrenos baldios espalhados pela cidade para evitar que pegue fogo. Estarei solicitando a secretaria de obras o serviço de roçada e limpeza dos terrenos principalmente nestes bairros com pontos mais críticos, porque se houver a queimada o fogo pode se espalhar rapidamente e atingir as residências da comunidade”. Explica o vereador Luis Costa.

Na sessão ordinária de segunda – feira (24), o legislador junto com o colega vereador Valmislei Alves dos Santos, falaram sobre as reclamações dos moradores do Bairro Guterres e região em relação à poeira.

“Este é outro problema que se agrava nesta época do ano, e a população não tem aguentando tanta poeira. Alguns bairros da cidade como o Guterres e região, são mais atingidos porque ainda existem algumas ruas sem asfalto, como exemplo, a rua próxima ao aeroporto que é um dos principais acessos aos bairros. Como o colega Valmislei disse, o executivo precisa colocar alguns caminhões pipas para molhar as ruas, porque se existe água para molhar as gramas, como não molhar as ruas de chão. Eu peço atenção da prefeitura em relação a esta situação que os moradores estão passando com tanta poeira, porque se não fazermos nada, as pessoas irão ficar doentes e sempre digo aqui, que a nossa prioridade tem que ser a saúde do cidadão”. Finaliza Luis Costa.