Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Crianças da zona rural precisam andar dois quilômetros para conseguir estudar em Primavera do Leste


Crianças que moram na zona rural, na região das Furnas do Tamil, já no território de Poxoréu, precisam andar dois quilômetros todos os dias para conseguir pegar o transporte escolar e vir a Primavera do Leste estudar. O ônibus espera as crianças antes de uma ponte de madeira, na divisa entre os dois municípios.

O Diário tomou conhecimento deste problema enfrentado pelas crianças da zona rural, após uma publicação feita pelo vereador Luis Costa, nas redes sociais. O parlamentar acompanhou o trajeto destes alunos, que começa às 5h30 para conseguirem vir a Primavera estudar.

Ainda há um impasse sobre as decisões das terras de Poxoréu, já que uma lei alterou três vezes a qual município pertence a região do Vale Verde. Devido a isto, a Prefeitura não possui obrigação de adentrar no território vizinho para buscar estes alunos.

Para que nenhuma das partes fosse prejudicada, as Secretarias de Educação de ambos os municípios fizeram um acordo para realizar os transportes destes alunos da zona rural. “…ficou estabelecido que Primavera seria responsável por transportar os alunos que estejam até os limites da ponte que divide os dois municípios”, explica trecho da nota encaminhada pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Primavera do Leste.

Ainda segundo a Prefeitura, os estudantes têm outra opção, que é estudar na escola do Vale Verde. “Um ônibus de Poxoréu trabalha para dar suporte a esses alunos para que não tenham que percorrer este trajeto a pé, porém a preferência por estudar na escola de Primavera do Leste é dos próprios pais e/ou alunos”.

Fonte: Pérsio Souza / Clique F5


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Duas novas ambulâncias complementam a frota da saúde de Primavera do Leste


Os veículos foram adquiridos com a contribuição da Câmara Municipal

A secretaria municipal de Saúde recebeu nesta sexta-feira (19), mais duas ambulâncias novas para integrar a frota.  Com recursos devolvidos da Câmara Municipal, R$ 350 mil, e a contrapartida da Prefeitura foi possível equipar, para tornar mais eficiente, um setor de suma importância que é o transporte de pacientes para Rondonópolis e Cuiabá, preferencialmente.

O Legislativo repassou os R$ 350 mil e, desse montante, trezentos foram destinados a aquisição das ambulâncias e o restante, R$ 50 mil, teve outra destinação, também na área da saúde. A Prefeitura contribuiu com R$ 56 mil provenientes de recursos próprios. Na oportunidade a prefeitura recebeu uma ambulância doada pela empresa Cargill.

Segundo a secretária de saúde, Laura Kelly, essas duas aquisições “somam cinco ambulâncias para atender a demanda intermunicipal, ou seja, transportar pacientes para Rondonópolis e Cuiabá, como também atender os pacientes em domicílios”.

A coordenadora da UPA, Paula Castilho Xavier, afirmou que são realizadas cerca de 80 a 100 viagens mensais, transportando pacientes, e “para atender essa estrutura contamos com nove motoristas com plantões de quatro motoristas/dia e um atendendo a demanda interna”.

O presidente da Paulo Márcio (DEM) destacou o empenho dos parlamentares em contribuir com seriedade para uma gestão responsável. “Nosso objetivo é o desenvolvimento de Primavera do Leste. Por isso, nosso trabalho tem sido pautado no bem público. Conhecemos de perto os problemas de cada área e a saúde tinha essa necessidade de mais ambulâncias, para agilizar e potencializar os atendimentos”.

O prefeito Léo Bortolin reafirmou que a parceria com a Câmara Municipal tem permitido investimentos em áreas essenciais para o bem da população. “Reconheço a importância dessa confiança mútua entre os Poderes. Só temos a agradecer a atuação dos vereadores, pelo entendimento de que juntos podemos fazer de Primavera a cidade que queremos, com qualidade de vida e saúde pública eficiente, essa é nossa função pública”.

ASCOM – Prefeitura de Primavera do Leste