Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Conviver retoma as atividades de 2018 em Primavera do Leste


O Conviver atende cerca de quinhentos idosos oferecendo lazer e atendimento de hidroginástica, fisioterapia, birimbol, vôlei, basquete, bocha, pilates, além de um ambiente de acolhimento e carinho.

O vice-prefeito, Sérgio Fava, enalteceu as atividades desenvolvidas pela equipe da Secretaria de Assistência Social, como também a disposição dos presentes para a dança, “isso faz bem para o corpo e para a mente, vamos zelar desse espaço que é de suma importância para o bem estar das pessoas da terceira idade que muitas vezes não dispõem de outra forma de lazer”. A coordenadora Márcia Lúcio de Goes e Jaqueline Giovenardi enfatizaram a relação estreita da equipe com os idosos que freqüentam nas atividades.

Para Márcia, muitas pessoas que freqüentam esse espaço passam a ter em nós uma confiança ímpar, pelo carinho quer recebem e, especialmente por se sentirem á vontade na companhia dos amigos e da equipe que se desdobra para atender bem e de maneira afetuosa. Experiente, Márcia já trabalhou nesse projeto durante quatro anos, na administração Érico Piana e também como voluntária da pastoral da criança atendendo gestantes, “agora na atual gestão retomamos nossas funções com a mesma dedicação e vamos fazer tudo para corresponder a confiança do prefeito e do vice”.

Jaqueline coloca à disposição do Conviver sua experiência de vinte anos trabalhando na Educação, com crianças e jovens e, mesmo sendo algo tão diferente de tudo que fez, ela não encontrou dificuldades na nova tarefa – “é diferente, mas não é difícil, é na verdade uma troca, a minha experiência na Educação e a experiência de vida de cada uma das pessoas que freqüentam o projeto me fazem crescer, aprender coisas diferentes, é um aprendizado que está me fazendo bem como profissional e como ser humano”.

Essa gestão compartilhada entre duas profissionais experientes é certeza de sucesso em algo tão importante que é o apoio às pessoas da terceira idade, que aguardam ansiosas o momento do encontro, do divertimento, da brincadeira, do papo descontraído sobre assuntos de interesse comum, enfim é a recompensa pelo trabalho de uma vida toda. O conviver tem cerca de mil pessoas inscritas, mas apenas quinhentas freqüentam com assiduidade as opções oferecidas diariamente.

O vereador Carlinhos Instrutor representou a Câmara Municipal e falou da importância do lazer e desses momentos de descontração oferecidos pelo projeto Conviver -“é algo importante para o ser humano pelo acolhimento que muitas vezes não encontramos em outro lugar, quero viver o suficiente para poder vir desfrutar desses momentos agradáveis”.

Leninha Riva, que representou a secretária Ana Carla Ruaro, enfatizou a reforma daquele espaço, compromisso de campanha de Léo e Sérgio que estava sendo cumprido e que até junho toda a reforma estaria concluída para oferecer mais conforto à clientela do projeto Conviver. Ela agradeceu o trabalho voluntário da arquiteta Ester Minoso que doou seus

serviços para contribuir e orientar a reforma, à Secretaria de Obras, como também toda a equipe do projeto, “é uma equipe pequena, mas eficiente”. Além dos vovôs e vovós presentes e felizes pelo retorno das atividades, a imprensa prestigiou o evento, o presidente da APAPI, José Lopes Vila Verde Sobrinho, os vereadores Luiz Costa, Carlinhos Instrutor, Neri Gaiteiro, o coordenador de Turismo, Eraldo Fortes e a arquiteta Ester Minoso.

Fonte: Da Assessoria


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Neri Geller, deputado federal eleito, deixa a prisão depois de HC concedido pelo STJ


Neri Geller (PP) solto na segunda-feira (12) — Foto: TVCA/Reprodução

Neri Geller (PP) solto na segunda-feira (12) — Foto: TVCA/Reprodução

O deputado eleito, Neri Geller (PP) foi solto no início da noite desta segunda-feira (12), após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) acatar o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do e ex-ministro da Agricultura Pecuária e Abastecimento no domingo (11). Geller estava preso desde a última sexta-feira (9), em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

Ao ser solto, o ex-ministro concedeu entrevista à equipe de reportagem da TV Centro América. Ele negou as acusões e disse que não é indiciado, apenas teve o nome citado em uma delação.

“Não fui chamado para depor em nenhum momento das investigações e vou me inteirar das acusações e depois vou manifestar junto à imprensa”, disse.

O deputado eleito disse ainda que algumas pessoas que estão sendo acusadas de corrupção foram desafetos políticos dele durante o tempo em que foi ministro.

As investigações foram baseadas na delação do doleiro Lúcio Funaro, apontado como operador do MDB. Foram presos na ação Antônio Andrade (também ex-ministro da Agricultura), Rodrigo Figueiredo (ex-secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, que já conseguiu liberdade), o empresário Joesley Batista e mais 13.

Ex-ministro diz que nunca foi chamado para depor — Foto: TVCA/Reprodução

Ex-ministro diz que nunca foi chamado para depor — Foto: TVCA/Reprodução

A prisão

O ex-ministro foi preso durante a Operação Capitu, por suposto envolvimento em um esquema de corrupção no Ministério da Agricultura entre 2013 e 2014 e é um desdobramento da Lava Jato.

Neri Geller estava hospedado em um hotel de Rondonópolis porque participaria de um evento agropecuário. Por volta de 6h, três agentes da Polícia Federal (PF) chegaram ao local em carro descaracterizado e o levaram em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

Após a prisão, Geller foi levado para a delegacia da PF e, posteriormente, encaminhado para a Penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa, a Mata Grande, por não ter nível superior.

Fonte: G1 Mato Grosso