Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

A Palavra

Como seguir em frente depois de ser enganado


Leia  esse artigo e aprenda a ver o que fazer nessa situação

Ser enganado pode deixar um impacto duradouro muito mais difícil do que simplesmente terminar com alguém. Você passa tanto tempo conhecendo alguém em um relacionamento, você se aproxima e forma um vínculo, então você descobre que essa pessoa esteve com outra pessoa. Depois de passar por uma traição como essa, o que você pode fazer para superar isso?

Aqui estão algumas dicas que você pode aplicar para este momento difícil:

Decida se isso é algo que vocês dois podem superar na relação.

Nunca é uma decisão fácil escolher ficar ou deixar o relacionamento. Alguns acreditam no ditado: “Uma vez infiel, sempre infiel.” Mas se seu coração lhe diz que essa relação vale a pena ser salva, então pode haver algum valor em dar a essa pessoa outra chance. O que você decidir, certifique-se de ter tempo para si mesmo e pensar sobre o que você realmente quer. Perdoar e continuar com alguém muito rápido depois de desrespeitar a relação não é saudável.

Vá em frente, e desabafar sobre isso.

Desabafar é uma ótima maneira de expressar seus sentimentos. Fale com alguém próximo a você sobre o que deu errado e como você está se sentindo. Você também pode achar útil ir a um conselheiro para ajudá-lo a processar o que você está passando.

Há uma ressalva quando se trata de desabafar, no entanto. Não deixe isso continuar por muito tempo. Use-o como uma maneira de dar voz aos sentimentos que você precisa para sair. Providencie para ter uma enorme “festa da piedade” com um bom amigo onde você completamente solta ir e não segure nada. Ria, chore e tire isso do seu sistema.

Então comece a seguir em frente com sua vida. Não dê a esse infiel mais energia do que precisa. Isso não significa que você não pode expressar qualquer sentimento sobre tudo isso depois disso; mas cuidado em cair no modo vítima.

Se você é uma mulher que foi traída, ou uma mulher presa num relacionamento sem amor, e que tem vontade de explorar outras coisas no mundo afora, não pense que o mundo não tem outras soluções melhores para você.  É bem comum mulheres se envolverem com homens mais velhos, após vivenciar várias desilusões amorosas, e desempenharem o papel de oisecret, por que não?

Então, por exemplo, você poderia dizer a alguém que você está se sentindo triste sobre todo o tempo que foi gasto nesse relacionamento, mas não usá-lo como uma desculpa para lançar em um discurso sobre como ele ou ela partiu seu coração pela 50ª vez. Fale sobre isso e diga como se sente, mas não deixe que isso pese sua mente ou coração.

Evite o jogo da culpa.

Não ajuda a situação colocar a culpa em si mesmo ou na pessoa com quem seu parceiro traiu. Nenhuma situação muda o fato de que você é o único que se sente traído.

O que traiu estava errado.

Há maneiras saudáveis de refletir sobre o relacionamento e assumir a responsabilidade. Aqui estão algumas perguntas a considerar: Havia algum sinal de que você pode ter olhado para o passado? Conhece seu parceiro, assim como acha que conhece? Um encerramento presencial relaxaria ou faria sua mente vagar mais? Há coisas que você precisa saber e entender sobre o relacionamento?

Tire um tempo para mergulhar fundo na relação de outra perspectiva. Evite encontrar respostas para perguntas como: O que essa pessoa tinha que eu não tinha? Por que meu parceiro não me disse o que ele ou ela sentia por mim? Por que não consegui que meu parceiro fosse fiel a mim? Por que essa pessoa se passaram pelo nosso relacionamento?” Essas perguntas não vão ajudá-lo a curar, eles só serão um lembrete da dor que você está passando.

Ser enganado é uma experiência horrível, mas não precisa definir você ou mesmo seu relacionamento. Deixe-se sentir a dor do momento em que está, mas não deixe que isso tome conta de sua vida. Não importa o que você decida, você vai passar por isso e para coisas maiores.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Pedido de cassação de Luis Costa é arquivado após vereador citar perda prazo da conclusão de processo


Da Redação

Em sua 2º legislatura, eleito pelo povo, o vereador Luis Costa (PDT) se posiciona a favor das políticas públicas que favorecem o povo. É incisivo em dizer que não tem lado político, e que sempre lutará pelos diretos dos cidadãos primaverenses. Diante das inúmeras denúncias realizadas, sendo, contrário há algumas condutas da gestão municipal, e a atuação de alguns profissionais liberais que trabalham de forma indireta com grupos políticos, Luis tem deixado algumas pessoas incomodadas.

 

Recentemente um advogado que atuou frente a gestão municipal sentiu-se ofendido e requereu a cassação do mandato do vereador Luis Costa, que segundo o advogado, o legislador se referiu ao profissional de forma pejorativa. O pedido foi para o plenário e desta forma a maioria dos pares votou pela abertura da Comissão Processante (CP) para investigar a conduta do vereador.

 

Durante a última sessão ordinária (18/10), o relatório concluído da CP do vereador Luis Costa foi para a pauta, na qual, antes da leitura da CP, Luis Costa citou em tribuna o artigo 71 do Regimento Interno dizendo sobre os prazos. Após sua fala, o presidente da Casa de Leis, durante a leitura do projeto da CP, citou um requerimento do próprio advogado que solicitou a abertura da Comissão, e nesta ocasião, o documento consta a não continuidade em relação ao objetivo principal da CP, em que, solicita a cassação do vereador. Diante dos fatos o presidente da Casa de Leis, decidiu-se por acatar a questão de ordem e retirou de pauta o parecer da comissão e determinou o trancamento da presente denúncia.

 

“Eu quero agradecer a Deus em primeiro lugar, pois se estou aqui é graças e ele que me concedeu este lugar. Quero agradecer aos amigos e família, pois cada um esteve comigo em vários momentos. Antes de iniciar a leitura do processo de cassação eu já tinha mencionado a situação da perca dos prazos, mas independentemente da situação quero aqui agradecer também aos colegas vereadores que disseram que votariam ao meu favor. Estamos em uma briga política, em que a situação não é apenas o meu cargo político e sim a minha família e a minha luta contra a corrupção. Pois existem pessoas como o advogado Dr. Claudiomar que está agora atuando para minha ex-mulher e tem tentado de todas as maneiras me atingir. Uma tentativa foi o bloqueio das minhas redes sociais. Quero dizer que não vão conseguir me calar, pois minha luta é pelo bem e contra a corrupção e continuarei trabalhando forte e firme, pois eu tenho Deus e sei que estou no caminho certo”. Descreve Luis Costa.