Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Comitiva de Vereadores, Secretários e Prefeito, realizaram visita técnica em assentamentos na região das Furnas


A visita técnica foi um compromisso que os vereadores junto com o  prefeito fez com os moradores, para ouvir as demandas por infraestrutura e regularização fundiária.

Os secretários de Obras, e de Agricultura e Meio Ambiente, estiveram presentes para acertar projetos de recuperação de ruas mais críticas dos assentamentos. Atualmente a prefeitura já tem atendido os pedidos dos moradores por meio de indicação dos vereadores, para a manutenção das estradas, principalmente as que circulam o transporte escolar.

No entanto, por causa da situação judicial, de que a região dos assentamentos, pertencia a Poxoreú, e por meio de uma liminar, que agora passou a pertencer  para o município de Primavera do Leste, alguns projetos ainda não são possíveis a execução, porque a prefeitura precisa receber uma notificação oficial de que a região está sob a responsabilidade do município,  para expandir, de forma legal, o atendimento as reivindicações.

Léo Bortolin já solicitou da secretaria de Meio Ambiente um diagnóstico real das cascalheiras que estão habilitadas à fornecer cascalho, para um trabalho de manutenção permanente nas estradas. “Não podemos trabalhar de maneira irregular, por isso queremos a forma legal para atender a comunidade”. Mesmo com todas as dificuldades, o secretário de Obras, Eduardo Wolf, reafirmou que “a Prefeitura tem mantido a rota do transporte escolar em condições transitáveis”.

Participaram da visita técnica, os vereadores, Juarez Barbosa (PDT), Iva Viana (PDT), Carmem Betti Borges (PSC) ,Carlos Instrutor (PSD), Luis Costa (PR) e  Miley Alves (PV), também os secretários municipais de Meio Ambiente Carlos Donin e Eduardo Wolf, além do Prefeito Leo Bortolin (MDB).

 

Da Redação com Assessoria


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Rosa Weber toma posse na presidência do TSE


A ministra Rosa Weber toma posse hoje (14), às 20h, no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em sessão solene no plenário da Corte. A solenidade será transmitida ao vivo pela TV Justiça e pelo canal do TSE no YouTube.

Rosa Weber será a segunda mulher a presidir o TSE em mais de 70 anos de criação do tribunal. A primeira foi Cármen Lúcia, em 2012. O primeiro desafio da ministra será a organização das eleições de outubro, que serão realizadas no dia 7.

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, durante a segunda e última audiência pública sobre descriminalização do aborto.
A ministra do STF Rosa Weber (Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil)

Rosa Weber, que é ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), já ocupa a vice-presidência do tribunal e vai suceder a Luiz Fux, que concluiu período máximo de dois anos no cargo. O mandato irá até agosto de 2020.

Na mesma sessão, serão empossados os ministros Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF),  e Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça. Barroso assume como vice-presidente do TSE e Mussi será corregedor-geral da Justiça Eleitoral.

O TSE é formado por sete ministros, dos quais três são do STF, sendo um o presidente da Corte. Dois ministros são do STJ, um dos quais é o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, e dois juristas que representam os advogados e são nomeados pelo presidente da República.

Nas eleições de outubro, caberá ao tribunal, além de organizar o pleito, deferir os registros de candidatura de candidatos à Presidência da República e todos os recursos que os envolvem.

Histórico

A ministra nasceu em Porto Alegre e fez carreira como magistrada da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Sul. Antes de ser nomeada para o STF em 2011, Rosa ocupava o cargo de ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi juíza do Trabalho no período de 1981 a 1991, integrou o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) de 1991 a 2006. Rosa Weber assumiu a presidência do TRT da 4ª Região de 2001 a 2003.

Fonte: Agência Brasil