Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Com prédio amplo e bem equipado, CDL oferece espaços aconchegantes e seguros para a realização de festas e eventos especiais


Neste ano uma das grandes conquistas da CDL, foi A construção da sede própria que começou a operar em novo espaço, em 04 de maio. Fruto de muito trabalho, união e organização, concluímos essa etapa que representa um grande sonho realizado. Com prédio amplo e bem equipado, oferecemos espaços para locação, com toda estrutura necessária para a realização de cursos, treinamentos, processos seletivos e festas em geral. A sala de reunião é climatizada e tem capacidade para 15 pessoas. Para associados CDL, a locação é gratuita, basta reservar o local com um dia de antecedência.

Agora se a intenção for promover um churrasco ou festa de confraternização, seja particular ou empresarial, temos o espaço gourmet, com capacidade para 100 pessoas, proporcionando conforto e praticidade aos convidados. O local possui cozinha equipada, churrasqueira, além de mesas e cadeiras. A locação é por período, com reservas disponíveis para todos os dias da semana, inclusive feriados. Podemos também abrigar eventos de grande porte.

O auditório (Valdir Pavin) acomoda cerca de 400 pessoas e oferece excelente infraestrutura, disponibilizamos: cadeiras, data show com projetor, microfones, internet wi-fi e hall para coffe break. Na busca por oferecer qualidade nos serviços prestados, garantimos condições especiais de pagamento aos nossos associados. Venha conhecer os espaços CDL e encontre conforto, comodidade e segurança. Mais informações: (66) 3498-1464

Fonte: Assessoria de Imprensa CDL


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Neri Geller, deputado federal eleito, deixa a prisão depois de HC concedido pelo STJ


Neri Geller (PP) solto na segunda-feira (12) — Foto: TVCA/Reprodução

Neri Geller (PP) solto na segunda-feira (12) — Foto: TVCA/Reprodução

O deputado eleito, Neri Geller (PP) foi solto no início da noite desta segunda-feira (12), após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) acatar o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do e ex-ministro da Agricultura Pecuária e Abastecimento no domingo (11). Geller estava preso desde a última sexta-feira (9), em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

Ao ser solto, o ex-ministro concedeu entrevista à equipe de reportagem da TV Centro América. Ele negou as acusões e disse que não é indiciado, apenas teve o nome citado em uma delação.

“Não fui chamado para depor em nenhum momento das investigações e vou me inteirar das acusações e depois vou manifestar junto à imprensa”, disse.

O deputado eleito disse ainda que algumas pessoas que estão sendo acusadas de corrupção foram desafetos políticos dele durante o tempo em que foi ministro.

As investigações foram baseadas na delação do doleiro Lúcio Funaro, apontado como operador do MDB. Foram presos na ação Antônio Andrade (também ex-ministro da Agricultura), Rodrigo Figueiredo (ex-secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, que já conseguiu liberdade), o empresário Joesley Batista e mais 13.

Ex-ministro diz que nunca foi chamado para depor — Foto: TVCA/Reprodução

Ex-ministro diz que nunca foi chamado para depor — Foto: TVCA/Reprodução

A prisão

O ex-ministro foi preso durante a Operação Capitu, por suposto envolvimento em um esquema de corrupção no Ministério da Agricultura entre 2013 e 2014 e é um desdobramento da Lava Jato.

Neri Geller estava hospedado em um hotel de Rondonópolis porque participaria de um evento agropecuário. Por volta de 6h, três agentes da Polícia Federal (PF) chegaram ao local em carro descaracterizado e o levaram em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

Após a prisão, Geller foi levado para a delegacia da PF e, posteriormente, encaminhado para a Penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa, a Mata Grande, por não ter nível superior.

Fonte: G1 Mato Grosso