Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

A Palavra - Brasil

Ciro Gomes compara igrejas a traficantes e diz que evangélicos têm poder de fraudar eleição


Ciro Gomes é um dos pré-candidatos à presidência da República e integra o espectro dos partidos de esquerda, com visões bastante circunstanciais a respeito das eleições de outubro, pois fez críticas ao formato de financiamento eleitoral adotado para esse ano colocando igrejas e narcotraficantes no mesmo balaio.

O político do PDT afirmou que há a possibilidade de que lideranças evangélicas passem a financiar candidatos sem o registro de doações, por causa das ofertas feitas em espécie pelos fiéis. Nesse raciocínio, além de sugerir que há denominações que descumprirão regras eleitorais, Ciro Gomes também dá a entender que as igrejas não fazem os registros das doações em um livro caixa como pede a legislação em vigor.

“Nós optamos agora pelo financiamento individual de campanhas. Ok, vamos experimentar. Mas eu desconfio que serão as eleições mais fraudadas da história do país e vai ser muito facilitado por quem circula com grandes quantidades de dinheiro em espécie. Por exemplo, igrejas e narcotráfico, que estão praticamente se explicitando sobre a mesa, ou sob a mesa”, disse, comparando igrejas com o crime organizado do tráfico de drogas.

A declaração – desastrosa e do mesmo nível que Gomes acostumou-se a fazer ao longo dos anos – se deu durante o 1º Fórum Espanha-Brasil, realizado em Barcelona com a presença, dentre outros, do ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardoso (PT) e Christian Lohbauer.

Dentre os demais assuntos abordados no fórum, Ciro Gomes referiu-se à ex-presidente Dilma Rousseff (PT) como “pessoa honrada”, e atacou o governo Michel Temer como uma “quadrilha”. O presidenciável foi ministro durante o primeiro mandato de Lula (PT) e como deputado federal também integrou a base aliada do ex-presidente.

Gospel +


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Entretenimento

Em apresentação única e gratuita, Cuiabá recebe quarteto Arautos do Rei


Considerado o grupo cristão mais antigo do Brasil, o quarteto Arautos do Rei se apresentará em Cuiabá neste sábado (20/10), a partir das 19h30, no Centro de Eventos do Pantanal. Com mais de 50 anos de existência, o grupo tem como característica marcante a harmonia de quatro vozes e um repertório de músicas cristãs tradicionais e contemporâneas. Além de capela sem instrumentos, apenas com vozes.

Desde 1963, mais de 50 álbuns e 10 DVDs foram lançados. As músicas já foram ouvidas em mais de 36 países. Em meio século de existência, o grupo teve 29 formações, mais de 40 intérpretes e 16 pianistas. Atualmente está sob a direção musical do maestro Jader Santos, que possui formação em Teologia, Música e mestrado pela Universidade Andrews, nos Estados Unidos.

O pastor Ivan Saraiva também acompanha o grupo e é responsável pelas palestras durante as apresentações. Formado em Teologia no Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), no ano de 1998, atualmente Ivan Saraiva é apresentador de programas cristãos na TV e no rádio.

Arautos do Rei

Troféu Promessas

O quarteto Arautos do Rei venceu na categoria melhor grupo, na edição de 2013, do Troféu Promessas, festival de fim de ano de música religiosa, realizado pela Rede Globo. O grupo se tornou conhecido nacionalmente por se apresentar no programa “A Voz da Profecia”, o primeiro programa de rádio evangélico veiculado no país e um dos mais antigos do mundo, que existe até hoje.

Serviço

Musical com Quarteto Arautos do Rei
Sábado, 20/10, a partir das 19h30
No Centro de Eventos do Pantanal
Entrada gratuita

Fonte: gurudacidade