Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Entretenimento

Candidata de Paranatinga é escolhida a mais bela Plus Size do país


Com apenas 20 anos, a jovem Ana Clara Vilela Kowalewski foi eleita a Miss Brasil Plus Size 2018, na noite da última quinta-feira (08/03/2018), em evento realizado no Hotel Michelangelo, em São José do Rio Preto. Ela foi escolhida a mais bela, entre 22 candidatas.

Ana Clara é moradora de Paranatinga, a 381 km de Cuiabá e 1.100 km distante de São José do Rio Preto. Eleita Miss Mato Grosso Plus Size, no dia 27 de dezembro, a mais jovem das competidoras representa a valorização a beleza das mulheres mais cheinhas, comprovando que corpo não dita padrões de beleza.

A coroa foi passada pela Miss Brasil Plus Size 2017 Aline Frade. “É uma honra participar de um concurso que enaltece a beleza feminina na mais original de sua concepção. Aqui participaram mulheres casadas, solteiras e até avós. A coroa será passada não só a mais bela, mas também aquela que tem a obrigação de representar a diversidade da mulher brasileira”, comentou Aline.

Emocionada, Ana Clara comentou sobre a responsabilidade de ser eleita a mulher com as curvas mais belas do país. “Não tem como não se emocionar. Nunca fui dentro dos padrões da indústria da moda. Vou à academia todos os dias e dou o melhor de mim. Representar as mulheres do país vai ser uma experiência única”, disse a jovem.

O concurso teve etapas municipais, regionais, estadual e nacional. Os pré-requisitos para as mulheres se candidatarem era usar manequim 44, sem limite de idade ou altura mínima.

A Miss Simpatia ficou com a Miss Brasília, Ana Paula Saloma. Já a Segunda Princesa ficou com a Miss Pernambuco, Gisele Luz e a Miss Mato Grosso do Sul, Daniela Miziara, levou a Primeira Princesa.

A repórter da Gazeta do Interior, Bia Menegildo, foi uma das juradas do concurso.

Fonte: Portalparanatinga – Foto: Bia Menegildo – Gazeta do Interior


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

Risco de pegar covid-19 em Primavera é 45% maior que em Cuiabá


Apesar do maior número de casos, o risco de pegar covid-19 em Primavera do Leste (231 km ao Sul da Capital) e 45% maior que em Cuiabá. O GD analisou os dados do boletim de 1º de junho, comparando os casos confirmados nos 15 maiores municípios de Mato Grosso.

Fazem parte dessa análise Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Cáceres, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Barra do Garças, Primavera do Leste, Alta Floresta, Pontes e Lacerda, Nova Mutum, Campo Verde e Juína.

Enquanto na Capital ocorre um caso a cada 770,4 habitantes, em Primavera do Leste acontece um caso a cada 530 moradores. Para se ter uma ideia, Primavera do Leste é o 10º maior município do estado, com uma população de 62.019 moradores, seguindo estimativa do IBGE para 2019.

Em terceiro lugar no ranking de maior taxa de incidência do novo coronavírus está Barra do Garças (509 km a leste), com um diagnóstico positivo para cada 774,7 habitantes. A cidade é a nona mais populosa do estado, com 56.560 moradores.

Logo em seguida vem Lucas do Rio Verde (354 km ao norte), com um caso a cada 862,2 habitantes. O município é o oitavo com maior população em Mato Grosso, que segundo o IBGE é de 65.534 moradores.

Sem contar as mortes ocorridas por covid-19, apenas na comparação da chance de se pegar a doença, o risco de transmissão do novo coronavírus é muito maior em Primavera do Leste, Barra do Garças, Lucas do Rio Verde e Tangará da Serra (1 a cada 918,1 habitantes) do que em Várzea Grande, que está na região metropolitana e tem um caso a cada 1.108 moradores.

Em Mato Grosso, a taxa de incidência da covid-19 era de um caso a cada 1.321 habitantes. No primeiro de dia de junho havia 2.636 diagnósticos positivos, para uma população de 3,4 milhões de habitantes.

Fonte: Gazeta Digital