Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Brasil

Bolsonaro fala aos brasileiros: “Povo se libertou do socialismo”


 “Essa é a nossa bandeira, que jamais será vermelha”, foi com essa frase que o presidente Jair Bolsonaro, que assumiu a Presidência do Brasil neste 1º de janeiro de 2019, finalizou seu discurso no Palácio do Planalto, o segundo do dia e o primeiro realizado diretamente ao público que acompanhava a cerimônia da posse presidencial ao vivo.

A grande novidade foi a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que falou primeiro no parlatório do Planalto, algo incomum, num discurso breve, traduzido em libras. Sob os gritos de “mito”, apelido que ganhou de seus seguidores mais fervorosos, Bolsonaro discursou em seguida, tocando, novamente em pontos frequentes da narrativa da sua campanha presidencial.

Visivelmente emocionado, o presidente chegou a tirar uma bandeira do Brasil do bolso e a agitou para uma plateia animada. “Deus preservou a minha vida e vocês acreditaram em mim”, disse o presidente empossado, “juntos, vamos fazer o Brasil ocupar um lugar de destaque que merece no mundo e trazer paz e prosperidade para o nosso povo”.

“É com humildade e honra que me dirijo a todos vocês como Presidente do Brasil. E me coloco diante de toda a nação, neste dia, como o dia em que o povo começou a se libertar do socialismo, da inversão de valores, do gigantismo estatal e do politicamente correto”, continuou Bolsonaro.

“Respeitando os princípios do estado democrático, guiados pela Constituição e com Deus no coração, a partir de hoje vamos colocar em prática o projeto que a maioria do povo democraticamente escolheu, vamos promover as transformações que o país precisa. ”

“Graças a vocês fui eleito com a campanha mais barata da história. Graças a vocês conseguimos montar um governo sem conchavos”, continuou o presidente, notando que “ainda há desafios pela frente e não podemos deixar que ideologias dividam os brasileiros, ideologias que destroem nossos valores e tradições, destroem as famílias, que são os alicerces da sociedade”.

Exame


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Luis Costa solicita ao executivo a roçada de mato seco em terrenos baldios e caminhões pipas para molharem as ruas de chão


Da Redação

O clima seco é um dos vilões da boa respiração, é a falta de chuva, a poeira excessiva e as queimadas. Primavera do Leste não fica atrás da realidade nacional, pois o período da seca chega em média há durar três meses, e neste período as doenças respiratórias se agravam, principalmente nas crianças e idosos.

Neste último final de semana o vereador Luis Costa (PR) esteve nos Bairros Poncho Verde e São Cristovão, acompanhando a situação dos terrenos baldios que estão com muito mato seco.

“Esta época do ano, que o clima fica mais seco, tem que cuidar mais da saúde com prevenções, como por exemplo, realizar a roçada de alguns terrenos baldios espalhados pela cidade para evitar que pegue fogo. Estarei solicitando a secretaria de obras o serviço de roçada e limpeza dos terrenos principalmente nestes bairros com pontos mais críticos, porque se houver a queimada o fogo pode se espalhar rapidamente e atingir as residências da comunidade”. Explica o vereador Luis Costa.

Na sessão ordinária de segunda – feira (24), o legislador junto com o colega vereador Valmislei Alves dos Santos, falaram sobre as reclamações dos moradores do Bairro Guterres e região em relação à poeira.

“Este é outro problema que se agrava nesta época do ano, e a população não tem aguentando tanta poeira. Alguns bairros da cidade como o Guterres e região, são mais atingidos porque ainda existem algumas ruas sem asfalto, como exemplo, a rua próxima ao aeroporto que é um dos principais acessos aos bairros. Como o colega Valmislei disse, o executivo precisa colocar alguns caminhões pipas para molhar as ruas, porque se existe água para molhar as gramas, como não molhar as ruas de chão. Eu peço atenção da prefeitura em relação a esta situação que os moradores estão passando com tanta poeira, porque se não fazermos nada, as pessoas irão ficar doentes e sempre digo aqui, que a nossa prioridade tem que ser a saúde do cidadão”. Finaliza Luis Costa.