Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Blairo Maggi anuncia que não vai disputar eleição em 2018 e diz que não teme perder o foro privilegiado


O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, que é filiado ao PP, disse em entrevista coletiva, nesta segunda-feira (26), na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), que não irá disputar a eleição neste ano, nem para o Senado e nem para o governo de Mato Grosso, como havia sendo especulado.

Sobre os casos em que é investigado pela Justiça, Maggi afirmou que não tem receio de perder o foro privilegiado. “Se tivesse receio de perder o foro por ser investigado, disputaria as eleições, mas optei por não fazer isso. As acusações são na esfera jurídica e responderei na esfera jurídica”, declarou.

Ele disse que estuda a possibilidade de sair do Brasil, depois que deixar a política. Afirmou que pretende estudar inglês fora do país.

Maggi foi eleito governador de Mato Grosso em 2002 pelo PPS e exerceu o cargo por dois mandatos. Foi desfiliado do PPS e se filiou ao PR, onde concorreu ao Senado em 2010 e foi eleito.

Ele se licenciou do cargo de senador em 2016 para ser ministro do governo de Michel Temer (MDB).

Megaempresário do agronegócio, ele iniciou a carreira política em 1994 ao se tornar suplente pelo PP do senador Jonas Pinheiro, já falecido. Já filiado ao PPS, concorreu ao governo do estado em 2002 e venceu no 1º turno, com 50,6% dos votos. Foi reeleito em 2006, também no 1º turno, com uma margem ainda maior: 65,4% dos votos.

Fonte: G1 Mato Grosso


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Brasil

Termina hoje às 19h prazo para registro de candidaturas


Os partidos e coligações políticas têm até hoje (15) as 19h  para apresentar os pedidos de registro das candidaturas. Dos 13 candidatos que tiveram os nomes aprovados em convenções partidárias, cinco não apresentaram as solicitações de registro.

Ainda não apresentaram os pedidos: Marina Silva (Rede), Henrique Meirelles (MDB), João Vicente Goulart (PPL), José Maria Eymael (DC) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Até o começo da manhã desta quarta-feira oito candidatos se registraram: Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Jair Bolsonaro (PSL), João Amoêdo (Novo) e Vera Lúcia (PSTU).

No total, foram confirmadas nas convenções 14 candidaturas. Porém, há um impasse em torno do nome de Manuela D’Ávila (PCdoB), que indicou a disposição de sair como vice em uma eventual chapa liderada pelo PT.

É aguardado para hoje à tarde o registro da candidatura do ex-presidente Lula. Porém, como ele está preso em Curitiba, há dúvidas se deve ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que o tornaria inelegível.

Propaganda

Nesta quinta-feira (16) começa a propaganda eleitoral em comício, carreata, distribuição de material impresso e propaganda na internet, desde que não paga, como sites próprios. Pela legislação, o uso de auto-falantes e equipamentos de som só pode ocorrer das 8h às 20h.

No rádio e na TV, a propaganda só começa dia 31 de agosto, após a elaboração de plano de mídia por parte dos partidos, da Justiça Eleitoral e das emissoras de TV.

Fonte: Agência Brasil