Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Opinião

A velha política insiste se manter em Primavera, Candidatos derrotados nas urnas e futuros candidatos insistem em difamar, ao contrario de trabalhar para conquistar o tão almejado cargo político


“Fakes news”, ou notícias  que não são verdades, esta ação define aquilo que algumas pessoas que deixaram o serviço público ou perderam eleições em Primavera do Leste vem fazendo, tentar destruir quem está no poder, na cabeça de poucas pessoas que serão candidatos  está é a estratégia, criticar tudo que vem sendo feito através de indicação, projeto em grupo ou pessoal dos vereadores.

Um exemplo disso é o projeto apresentado pelo vereador Miley (PV), que mudava duas palavras no texto, projeto que tem prazo para tramitar e depois os vereadores votaram sim ou não, detalhe as sessões são transmitidas ao vivo, atas  ficam disponíveis no portal da Câmara, agora quando falo sobre induzir o povo a pensar que vereadores estão roubando é quando se pergunta, “você é favor da transparência na Câmara?”, me diz quem vai ser contrario a pergunta? Onde faltou transparência nesta legislatura? O projeto apenas apresentado ainda não votado inclusive com possibilidades de ser reprovado nas comissões.

Candidatos carimbados de Primavera do Leste, como ex-vereador Santo Basso que a sua primeira postagem de todos os dias é falar do relatório de atividades dos vereados, pessoa que esteve no serviço publico, porém não admite que não obteve a quantidade votos para continuar  na função de vereador. Outro exemplo de fake news, o ex-secretário  Thadeu Junior, espalha o ódio contra os vereadores, postando o relatório de atividades. Secretario com atuação pífia, cargo conseguido por ser sobrinho do ex vice prefeito Zezinho.

Se a sociedade fizesse uma busca no site do TJ-MT ou TRR, conseguirá ter uma noção quem são os acusadores ou os hipócritas de Primavera, paladinos da moralidade, mas a realidade alguns possuem uma “capivara”  extensa, contudo é muito melhor falar de quem está no poder a qualquer custo, em suas estratégia  quem sabe assim consigo uns votos para próximas eleições.

A população tem acesso a todas as informações públicas, no portal do Tribunal de Contas do Estado http://www.tce.mt.gov.br/ no próprio portal da Câmara de Primavera http://camarapva.com.br/   além de se forem até aos órgãos públicos e solicitar informações, terão.

Analisem de onde vêm as fontes, pois o eleitor e leitor possuem um péssimo habito de ler apenas o titulo e já destilar todo tipo de palavrão contra o agente público.

Outro exemplo de fake news, na política é a moeda da troca, “me da um emprego que deixo vocês quietos”, em Primavera do Leste, todos os meses um ex-servidor  exonerado do serviço público por supostamente não ter prestado um serviço de acordo com as leis e uma comissão o julgou que não poderia mais trabalhar no serviço público, após isto passou a ser um cidadão exemplar, todos os meses vai câmara e solicita o relatório de todos os vereadores na tentativa de encontrar falhas para tumultuar e manchar a imagem dos vereadores.

Primavera é muito mais que grupos políticos, muito mais que presidentes de siglas partidárias, quem o tempo passou na vida pública, deveriam no mínimo ter a humildade de pegar o boné e sair, ou continuar contribuindo como cidadão para termos uma cidade melhor, pois cidade que a politicagem fala mais alto o povo sofre.

Opinião / Com A Palavra

 


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereadores ouvem reivindicações de trabalhadores contra a empresa CityBus


Luis Costa prepara pedido de CPI para investigar a empresa

Da Redação

A comunidade tem reclamado das condições de uso do transporte coletivo de Primavera do Leste, e desde o ano passado o vereador Luis Costa (PR) começou a levantar dados necessários para investigar a situação. Em novembro o legislador acompanhou o trajeto do bairro Primavera 3 até o centro, e viu que a situação não é nada boa, pois existe a super lotação. Diante desta perspectiva e das reclamações que vem chegando ao gabinete do vereador e também a Casa de Leis, Luis Costa sugere que se instaure uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a empresa CityBus.

E no dia de ontem (20), o legislador, juntamente com os colegas Carlos Venâncio (PSD) e Carmem Betti Borges (PSC), participaram da assembléia geral dos trabalhadores da Granja Mantiqueira e na oportunidade, ouviram os trabalhadores de Primavera do Leste e os que moram em Poxoréu, sobre as condições do transporte coletivo. A empresa Granja Mantiqueira fornece apenas o valor do transporte coletivo aos trabalhadores, não tendo assim nenhuma ligação com a empresa CityBus.

“Temos apenas uma empresa de transporte coletivo em nossa cidade que é a CityBus, e sabemos que a cidade talvez não tenha um número expressivo de habitantes que precise para ter uma outra empresa, sendo assim, a empresa que ganhou a licitação tem que cumprir com o contrato e fornecer um serviço de qualidade aos usuários”. Informa o legislador.

Segundo relatos de passageiros do município, os ônibus têm chegado com atraso nos pontos, tem circulado na cidade com super lotação, também alguns não têm as adequações necessárias para transportar passageiros e a empresa não dispõe de uma ouvidoria. Já os passageiros que vem da cidade de Poxoréu para trabalhar em Primavera do Leste, reclamaram do atraso em relação aos horários, já que muitos usuários precisam chegar a seus empregos nos horários.  Ainda alguns motoristas estão rodando em alta velocidade. Outro ponto citado é a falta de estrutura do ônibus que faz essa linha intermunicipal, em que, não possui cinto de segurança, estão super lotados e estragando no meio da estrada com muita freqüência.

“Já solicitei a prefeitura o contrato entre a empresa e o executivo para investigar o cumprimento, também estou juntando todas as reclamações, e irei, com outros colegas vereadores até a Coordenação Municipal de Trânsito e Transportes Urbano (CMTU) da cidade para verificar a situação das vistorias. Ressalto ainda que iremos falar com a Ager, órgão que fiscaliza as linhas intermunicipais para saber quais os padrões para transportar passageiros e iremos exigir os tacógrafos, como forma de acompanhar o bom andamento do serviço prestado”. Conclui Luis Costa.