Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

A Palavra - Opinião

A importância de ser desnecessário


“É essencial adquirir maturidade para perceber o momento de se sair de cena em uma determinada situação, mesmo contra a sua vontade.” Luciene Afonso 

Uma mãe deixa de sentir os sintomas da “síndrome do ninho vazio” quando ela descobre que tem uma vida para cuidar, quando cai a ficha de que não é honesto projetar no filho as suas próprias necessidades de afirmação, quando ela se esquece o quanto é mulher, está cheia de vida e não faz sentido sujeitar o filho as regras que foram a ela impostas. Sé é você essa mãe e agiu assim a vida toda saiba que não é justo projetar as suas necessidades não atendidas na vida dele.  O processo de amar deve ser leve, respeitando as fases dos filhos para que gradativamente se senta feliz pelo fato de você ser cada vez menos necessária.
O adulto doente se apega além da conta em vivencias sem sentido, existe um vazio existencial que o impede de enxergar o óbvio, é o momento onde as outras pessoas são usadas como desculpas para suas atitudes disfuncionais. Nada do que fazemos é coincidência e, se tivermos coragem de olhar para os nossos defeitos, entenderemos a função de toda a nossa disfunção.
Pra que eu preciso dessa doença? Quantos filhos fazem isso para chamar  e receber a atenção dos pais? Que também já fizeram isso, como um ciclo doente que não delimita pai e mãe no seu real espaço. Saiba que o medo do futuro e todas as desculpas que você conta para impor a sua vontade da vida dos seus filhos não aliviam a culpa de term sido desnecessários no momento certo.Porque eu preciso dessa pobreza? Já parou para pensar que você não tem na sua conta hoje a quantia que gostaria de ter porque ainda não está preparado? Quantas histórias de pessoas milionárias da noite para o dia que voltaram a ser pobres, exatamente como eram em bem pouco tempo?  E se você ganhasse hoje R$20.000,00 por mês o que de fato mudaria? Talvez somente o valor dos boletos e nada mais. O grande lance da autossabotagem que muitos vivem e não percebem em relação ao dinheiro é não ganhar mais para não precisar sustentar os parentes, não emprestar para um amigo folgado, e por aí vai. É inconscienteQuando o adulto está doente nos pilares sexualidade, financeiro e corpo e mente, passa a carregar peso além do que suporta, leva mais porrada na vida, sente mais dores pelo  corpo e chega a adoecer. Neste momento é a hora de furar o esquema!  Se ver livre de amizades e relacionamentos tóxicos e totalitários, aquele grupo de pessoas que acreditam que a vida é mesmo assim, que passar privação financeira é normal dentro de um país cheio de desigualdade, que homem é tudo igual e ninguém é de ninguém, que a culpa é deste ou daquele outro, etc. Geralmente discurso que excluem a autorresponsabilidade, pensamentos de quem jamais alcançará resultados significativos na vida, ou seja, conversa fiada de pessoas desnecessárias.Saia fora o quanto antes! Para que na sua vida o equilíbrio exista de fato.Não são todos que aceitam  numa boa serem desnecessários, não dar sua opinião onde não foi chamado, oferecer ajuda para quem não pediu, cobrar compromisso de quem nunca prometeu nada, são frustrações previsíveis que acontecem todos os dias por causa da velha mania de tratar como prioridade o que é apenas uma opção no meio de tantas outras.  Eu gosto de ouvir histórias e observar o comportamento das pessoas e percebo que elas se repetem, as dores e os fantasmas são os mesmos, o que muda é a atitude de quem quer de fato evoluir, vale ressaltar que evoluir nem sempre é a melhor saída, como exemplo um paciente em estado grave no hospital pode evoluir para o óbito, então se atenha a resolver os seus problemas e não os esconda debaixo do tapete, pode parecer que tudo está bem e na verdade não está.

“Quando você consegue ser honesto e verdadeiro, a perfeição passa a ser desnecessária!” Reinaldo Ribeiro 

  

Luciene Afonso 

Master Coach 

Palestrante

Jornalista

Analista Corporal e Comportamental


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

Risco de pegar covid-19 em Primavera é 45% maior que em Cuiabá


Apesar do maior número de casos, o risco de pegar covid-19 em Primavera do Leste (231 km ao Sul da Capital) e 45% maior que em Cuiabá. O GD analisou os dados do boletim de 1º de junho, comparando os casos confirmados nos 15 maiores municípios de Mato Grosso.

Fazem parte dessa análise Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Cáceres, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Barra do Garças, Primavera do Leste, Alta Floresta, Pontes e Lacerda, Nova Mutum, Campo Verde e Juína.

Enquanto na Capital ocorre um caso a cada 770,4 habitantes, em Primavera do Leste acontece um caso a cada 530 moradores. Para se ter uma ideia, Primavera do Leste é o 10º maior município do estado, com uma população de 62.019 moradores, seguindo estimativa do IBGE para 2019.

Em terceiro lugar no ranking de maior taxa de incidência do novo coronavírus está Barra do Garças (509 km a leste), com um diagnóstico positivo para cada 774,7 habitantes. A cidade é a nona mais populosa do estado, com 56.560 moradores.

Logo em seguida vem Lucas do Rio Verde (354 km ao norte), com um caso a cada 862,2 habitantes. O município é o oitavo com maior população em Mato Grosso, que segundo o IBGE é de 65.534 moradores.

Sem contar as mortes ocorridas por covid-19, apenas na comparação da chance de se pegar a doença, o risco de transmissão do novo coronavírus é muito maior em Primavera do Leste, Barra do Garças, Lucas do Rio Verde e Tangará da Serra (1 a cada 918,1 habitantes) do que em Várzea Grande, que está na região metropolitana e tem um caso a cada 1.108 moradores.

Em Mato Grosso, a taxa de incidência da covid-19 era de um caso a cada 1.321 habitantes. No primeiro de dia de junho havia 2.636 diagnósticos positivos, para uma população de 3,4 milhões de habitantes.

Fonte: Gazeta Digital