Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

A Palavra - Opinião

A fortaleza da vulnerabilidade


Ontem observando uma criança totalmente sentimental conversando com a mãe a respeito de algo que não sei bem o que era, me senti transbordando de compaixão por conseguir me conectar de fato com aquela expressão, por entender seus motivos dentro do seu próprio traço de caráter. É isso mesmo, cada um de nós temos a predominância de uma forma específica que condiciona nossas atitudes e decisões durante toda a vida.
E como eu comunico muito o que penso e sinto, cheguei sorrindo naquela mãe e disse algumas coisas que acreditava ser parte da rotina dele como: chorar bastante sempre que tentava argumentar sobre algo importante para ele ou até mesmo sem motivo aparente. Acrescentei ainda que será assim por toda a vida e houve um certo susto e argumentação contrária á minha previsão!
A partir deste momento identifiquei um dos principais motivos pelos quais pessoas adultas não choram ou demonstram seus sentimentos, a reprovação dos demais, um bloqueio social do que seria certo ou errado fazer depois de adulto.
Qual é o problema em chorar quando se tem vontade sendo homem, mulher ou criança?
Demonstrar sentimentos não é perder o controle de nada, muito pelo contrário, precisamos estimular nossas crianças a aceitarem sua vulnerabilidade e falibilidade em alguns momentos da vida, afinal essa é uma condição humana imutável.
Aparentemente o que realmente está liberado nos dias de hoje é o julgamento das atitudes alheias, que passa as vezes como um furacão pelos sentimentos das pessoas.
É preciso entender que, se alguém não demonstra da mesma forma que você gostaria não quer dizer que ela não sente nada, ela talvez não percebeu o que nem você mesmo consegue partilhar.
Será que o problema é do outro que não demonstra ou seu que não consegue se mostrar carente de afeto e atenção? Você entende que o sentimento precisa ser comunicado antes para ser correspondido? Então o que funcionaria muito bem seria uma autoavaliação em relação ao amor próprio que talvez nem você mesmo cultiva. Observando a maneira como valoriza e respeita os próprios sentimentos poderá entender como está a sua comunicação, afinal de contas as histórias de vida se repetem os sentimentos e as sensações são as mesmas, o que muda é a forma encontrada por cada um de demonstrar isso.
Não julgue as pessoas por elas não demonstrar seus sentimentos da mesma forma que você demonstra, procure perceber e entender a sua própria demonstração e o que realmente te faz feliz.
Se fizer sentido para você, fica famosa dica deixada por Sócrates “Conhece-te a ti mesmo.”  
 
Luciene Afonso
Master Coach
Jornalista
Palestrante
Analista Comportamental

COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

cidade - política

Fiscais de Posturas e Fiscais Tributários são homenageados na Câmara de Primavera


Na última sessão ordinária (17), os fiscais de posturas e fiscais tributários de Primavera do Leste, receberam durante a sessão solene que foi realizada na Câmara de Primavera do Leste, moções de aplausos.

A homenagem é uma indicação do vereador Luís Costa e evidencia os relevantes serviços prestados. Na justificativa da indicação que foi apresentada e aprovada em sessão, o vereador ressaltou a importância
do trabalho realizado pelos servidores. “Por desenvolver as suas funções de forma relevante, verificando se as obras e serviços estão sendo executados de acordo com a legislação e com as normas regulamentadoras
vigentes, além de assegurar o cumprimento de acompanhar e controlar a arrecadação e promover a cobrança de tributos”, diz trecho da justificativa do vereador Luis Costa.

Os servidores homenageados são: Fiscais de Obras e Posturas: Edis Fernandes da Silva, Fábio Aparecido Beraldo, José Celso dos Santos Junior, John Elton Elias Vieira, Muller Ferreira dos Santos, Nilseval Landim
Dueti Silva.

E aos servidores municipais que exercem a função de Fiscais Tributários: Alderi Silva Galvão, Fábio José de Oliveira, Antimária Vieira Rezende, Marcelo de Oliveira Neves, Fábio André Molossi, Valdemon Santos Faria, Louise Vale Santana Riveira, Pablo da Silva Souza.

O coordenador do setor de fiscalização da prefeitura Fábio Beraldo, ressalta que a moção de aplausos é um reconhecimento dos trabalhos prestados.

Fonte: Clique F5 / Jaqueline Hatamoto