Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

geral

A construção da notícia sem a ótica do jornalismo


Da Redação

A Definição de Sensacionalismo segundo o dicionário Aurélio: 1.Divulgação e exploração, em tom espalhafatoso, de matéria capaz de emocionar ou escandalizar. 2. Uso de escândalos, atitudes chocantes, hábitos exóticos, etc. Com o mesmo fim. 3. Exploração do que é sensacional na literatura, na arte etc.

No livro de Danilo Angrimani, Espreme que sai sangue, ele ressalta que a imprensa sensacionalista, servem mais para desviar o público de sua realidade imediata do que voltar-se a ela. Com essa reflexão, não é difícil se voltar para os veículos de comunicação de nossa cidade, de nosso estado ou País, que tem essa prática, de utilizar uma notícia como um produto em que se comercializa a informação.

O Fait divers tem como nutrientes as lendas e crenças, política, economia, pessoas e animais, entre outros. A narrativa destas notícias sensacionalistas, transportam o leitor, é como se ele estivesse lá. Exemplifica-se esses termos para contextualizar o que alguns veículos de comunicação, tem utilizado, e neste caso aqui citado, com as notícias de política.

Recentemente um site de notícias de Rondonópolis tem utilizado o formato sensacionalista para soltar notícias políticas no município de Primavera do Leste. A caracterização do jornalismo praticado, além de utilizar todas as faces do sensacionalismo, também se conduz pela possível negociação da notícia. Outra característica é na construção da notícia, em que não se ouve as partes antes de publicar, favorecendo só uma versão e a única forma que as pessoas citadas envolvidas têm para esclarecer os fatos é por meio de uma nota como direito de resposta.

Este site Rondonopolitano publicou uma notícia dizendo que vereadores da Câmara de Primavera do Leste nega acesso a informações. No texto é dito que por meio de uma denúncia de um cidadão primaverense, em que o mesmo pede explicações em relação a uma viagem em que vereadores participaram de um curso de formação legislativa,e as informações não foram obtidas. O cidadão solicita cópias de passagens áreas e do contrato de aquisição do curso. Com um linguajar chulo, construiu-se uma notícia que não respeita os critérios de noticiabilidade, e assim o site colocou no ar.

Primeiramente o jornalista quando se torna graduado, após um estudo de quatro anos, é aprendido quanto seus princípios, sua ética e moral. Ocorre que em nossa sociedade este profissional que utiliza do sensacionalismo, na maioria das vezes não passou por uma formação acadêmica, e o intuito muitas vezes é meramente comercial, ou querendo sempre tirar proveito de alguma situação. Não há como confiar em um site que se intitula jornalístico, mas que atua com fofocas, difamações, sem respeitar os critérios de notícia.

Desta maneira, ainda sobre a notícia, citada acima, o jornalista para escrever uma denúncia como esta tem que primeiramente priorizar o interesse coletivo, e não individual. Assim teria que entrar no portal da transparência para saber se todas as informações do curso estão descritas, como passagens áreas, valores de diárias e também o valor do curso e seu objetivo. Após esse procedimento, o jornalista entraria em contato com a Casa de Leis, para saber como descreve o regimento interno em que o legislador teria ou não o direito de acesso a cursos. E para finalizar, o jornalista teria que entrar em contato com todos os vereadores que estão citados no documento para ouvir cada um e assim descrever o fato. Ou por fim, o jornalista faria um artigo de opinião com abordagem ampla sobre o caso, exemplificando: como funciona a participação do legislativo em cursos? O poder legislativo destina valores para que o vereador se qualifique? Para o cidadão, esses cursos traz melhoria com projetos de lei e indicação para o município?

A falta de visão jornalística e perceptiva na construção da notícia é nítido neste caso e em outros, e tem se tornado cada vez mais comum a prática do sensacionalismo político por essa imprensa que denominamos como imprensa marrom, imprensa amarela, sensacionalista, entre outros nomes que a disciplina de gênero jornalístico e outras, explicam muito bem na universidade.

O vereador Luis Costa (PR) que é um dos legisladores citados na notícia, tem sofrido uma série de ataques por meio desta imprensa marrom, que desde o ano passado, por ter sido candidato a Deputado Estadual, contrariando muitos políticos e grupos políticos, tem tido seu nome frequentemente citado em redes sociais e sites de notícias sensacionalistas. Além do vereador Luis Costa, outros legisladores têm sofrido ataques, sem serem ouvidos antes da notícia ir ao ar. Atualmente Primavera do Leste tem alguns cidadãos que já são pré-candidatos a vereadores e prefeitos para a próxima eleição e na tentativa de ganhar espaço na mídia e também publicidade, tem utilizado meios desonestos para atacar a Casa de Leis de Primavera do Leste.

Diante desta perspectiva política turbulenta, o que se espera dos veículos de comunicação e principalmente dos jornalistas que os representam é a ética profissional, mais neutralidade, mais coerência e principalmente que siga a premissa do jornalismo que é checar as informações e ouvir todas as partes envolvidas, para que haja de fato a notícia.


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Duas novas ambulâncias complementam a frota da saúde de Primavera do Leste


Os veículos foram adquiridos com a contribuição da Câmara Municipal

A secretaria municipal de Saúde recebeu nesta sexta-feira (19), mais duas ambulâncias novas para integrar a frota.  Com recursos devolvidos da Câmara Municipal, R$ 350 mil, e a contrapartida da Prefeitura foi possível equipar, para tornar mais eficiente, um setor de suma importância que é o transporte de pacientes para Rondonópolis e Cuiabá, preferencialmente.

O Legislativo repassou os R$ 350 mil e, desse montante, trezentos foram destinados a aquisição das ambulâncias e o restante, R$ 50 mil, teve outra destinação, também na área da saúde. A Prefeitura contribuiu com R$ 56 mil provenientes de recursos próprios. Na oportunidade a prefeitura recebeu uma ambulância doada pela empresa Cargill.

Segundo a secretária de saúde, Laura Kelly, essas duas aquisições “somam cinco ambulâncias para atender a demanda intermunicipal, ou seja, transportar pacientes para Rondonópolis e Cuiabá, como também atender os pacientes em domicílios”.

A coordenadora da UPA, Paula Castilho Xavier, afirmou que são realizadas cerca de 80 a 100 viagens mensais, transportando pacientes, e “para atender essa estrutura contamos com nove motoristas com plantões de quatro motoristas/dia e um atendendo a demanda interna”.

O presidente da Paulo Márcio (DEM) destacou o empenho dos parlamentares em contribuir com seriedade para uma gestão responsável. “Nosso objetivo é o desenvolvimento de Primavera do Leste. Por isso, nosso trabalho tem sido pautado no bem público. Conhecemos de perto os problemas de cada área e a saúde tinha essa necessidade de mais ambulâncias, para agilizar e potencializar os atendimentos”.

O prefeito Léo Bortolin reafirmou que a parceria com a Câmara Municipal tem permitido investimentos em áreas essenciais para o bem da população. “Reconheço a importância dessa confiança mútua entre os Poderes. Só temos a agradecer a atuação dos vereadores, pelo entendimento de que juntos podemos fazer de Primavera a cidade que queremos, com qualidade de vida e saúde pública eficiente, essa é nossa função pública”.

ASCOM – Prefeitura de Primavera do Leste