Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

1ª mostra fotográfica é exposta no Salão das Águas em Primavera do Leste


Até o dia 23 de dezembro o Salão das Águas recebe a exposição Santos Pantaneiros, uma mostra fotográfica que retrata a religiosidade e fé de pessoas que moram em cidades do pantanal de Mato Grosso. As imagens são do fotógrafo documentarista Mário Friedlander, que traz os registros por meio do programa Circula MT, apoiado pelo governo do Estado de Mato Grosso.

Primavera do Leste é a terceira e última cidade a receber esta exposição através desse edital. A cidade foi uma das escolhidas por manter boa estrutura para exposição de artes visuais. Antes o trabalho ficou exposto no Museu da Imagem e do Som de Cuiabá e no Mirante da Praça de Campo Verde.

Este é o terceiro trabalho exposto no Salão das Águas, porém é a primeira mostra de fotografia. O secretário de cultura Wanderson Lana explica que a ideia de artes visuais é ampla – pintura de quadros, fotografia, design gráfico – mas considera a fotografia um aspecto muito delicado porque imprime o olhar da pessoa que está por trás da câmera, que captura um momento único. “Nessa exposição, em particular, o Mário registra o momento de fé das pessoas do Pantanal. É muito bonito. As fotografias são muito sensíveis”.

Para o fotógrafo Mário, a região fotografada possui uma população afrodescendente muito grande, que mantém a religiosidade tradicional da África. “Essas pessoas são marginalizadas e esta mostra tem como objetivo levar a conhecimento dos demais moradores do Estado a existência dessas pessoas, que merecem respeito e admiração por viverem em lugares tão ocultos da sociedade. Me sinto fazendo justiça em tornar visível o que é praticamente invisível”.

Mas o trabalho de Mário não se resume somente a mostrar a cultura religiosa de comunidades marginalizadas. No histórico de registros fotográficos ele apresenta trabalhos com a natureza, agronegócio e arqueologia. Entretanto ele assume que essa mostra talvez seja a que ele mais tem admiração, por conta da interação que tem com a comunidade e a possibilidade de trazer igualdade em um país onde cresce a intolerância religiosa e outros tipos de preconceito.

Mário se mostra orgulhoso em poder expor este trabalho em Primavera do Leste. “Este espaço é muito legal, encontrado em poucas cidades de Mato Grosso. E também é um lugar de muita pujança econômica e de bastante pessoas do Sul do país. É interessante mostrar um pouco desse tema que é bem mato-grossense para outras culturas”, define.

No lançamento, realizado no último dia 23, alunos da escola Getúlio Vargas foram conhecer o trabalho de Mário. O professor Sebastião Vicente da Silva relata que proporcionar aos alunos essa experiência significa reconhecimento da cultura mato-grossense através das fotografias, o que leva, consequentemente, mais conhecimento.

A mostra está aberta para todos os públicos, gratuitamente. O Salão das Águas fica Localizado na Avenida dos Lagos, anexo à Secretaria de Cultura. O espaço recebe visitantes nas segundas, quartas e quintas-feiras, das 7h ás 20h30, nas terças e sextas-feiras das 7h às 17h, e aos domingos das 16h às 19h30.

Ascom – Prefeitura de Primavera do Leste


COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

Risco de pegar covid-19 em Primavera é 45% maior que em Cuiabá


Apesar do maior número de casos, o risco de pegar covid-19 em Primavera do Leste (231 km ao Sul da Capital) e 45% maior que em Cuiabá. O GD analisou os dados do boletim de 1º de junho, comparando os casos confirmados nos 15 maiores municípios de Mato Grosso.

Fazem parte dessa análise Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Cáceres, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Barra do Garças, Primavera do Leste, Alta Floresta, Pontes e Lacerda, Nova Mutum, Campo Verde e Juína.

Enquanto na Capital ocorre um caso a cada 770,4 habitantes, em Primavera do Leste acontece um caso a cada 530 moradores. Para se ter uma ideia, Primavera do Leste é o 10º maior município do estado, com uma população de 62.019 moradores, seguindo estimativa do IBGE para 2019.

Em terceiro lugar no ranking de maior taxa de incidência do novo coronavírus está Barra do Garças (509 km a leste), com um diagnóstico positivo para cada 774,7 habitantes. A cidade é a nona mais populosa do estado, com 56.560 moradores.

Logo em seguida vem Lucas do Rio Verde (354 km ao norte), com um caso a cada 862,2 habitantes. O município é o oitavo com maior população em Mato Grosso, que segundo o IBGE é de 65.534 moradores.

Sem contar as mortes ocorridas por covid-19, apenas na comparação da chance de se pegar a doença, o risco de transmissão do novo coronavírus é muito maior em Primavera do Leste, Barra do Garças, Lucas do Rio Verde e Tangará da Serra (1 a cada 918,1 habitantes) do que em Várzea Grande, que está na região metropolitana e tem um caso a cada 1.108 moradores.

Em Mato Grosso, a taxa de incidência da covid-19 era de um caso a cada 1.321 habitantes. No primeiro de dia de junho havia 2.636 diagnósticos positivos, para uma população de 3,4 milhões de habitantes.

Fonte: Gazeta Digital